Fechar
AO VIVO

Apresentador da Globo não segura emoção e desaba durante transmissão

Flávio Fachel, âncora do “Bom Dia Rio”, ficou visivelmente abalado com o rastro de destruição deixado pela forte chuva e foi às lágrimas

Bruno PintoRepórter do EM OFF

O Rio de Janeiro continua devastado com a tragédia ocorrida em Petrópolis. Diante de tanta destruição e sofrimento, Flávio Fachel, apresentador do “Bom Dia Rio” decidiu ver de perto o verdadeiro cenário de guerra ocasionado pela tempestade que acabou com grande parte da Cidade Imperial, e o pior, com as mais de cem vidas, número que vem aumentando gradativamente.

Na manhã desta quinta-feira (17), o âncora do telejornal carioca apresentou o noticiário diretamente do local da tragédia. Ao ser perguntado pela colega de programa, que estava no estúdio, sobre o sentimento em meio aquele cenário, Fachel não conseguiu segurar a forte emoção que o dominava e acabou indo às lágrimas. Chorando, o jornalista foi falando da dor de estar presenciando tudo aquilo.

Flávio não conseguiu sequer iniciar sua fala sem deixar escorrer uma lágrima de seus olhos. Visivelmente abalado com a situação, o jornalista contou que não se emocionar é uma tarefa quase impossível: “É muito dolorido o que a gente está vendo aqui. Não tem como a gente não se emocionar, porque a gente sabe que tem pessoas aqui que ainda precisa ser resgatada. É muito difícil o que a gente está acompanhando… Não tem como andar aqui”.

O apresentador revelou que não conseguiu colocar a cabeça no travesseiro e foi acompanhar o árduo trabalho do Corpo de Bombeiros: “A missão era vir pra cá, dormir para descansar para vir apresenta o ‘Bom Dia Rio’, mas eu não consegui dormir. Eu cheguei aqui e já fui atrás dessas equipes para ver como elas estão trabalhando… É muito difícil, com o pé aqui na lama, a gente sente essa dor, essa energia que toda a cidade está sentindo”.

Continua após a publicidade

Horas após o desabafo emocionante, o apresentador do “Bom Dia Rio” participou do programa “Mais Você” para contar detalhes dos momentos de tristeza que está vivenciando em Petrópolis. Ao chamar o jornalista, Fabrício Battaglini fez questão de prestar sua solidariedade a todos que estão passando pelo momento delicado e disse compartilhar da emoção do colega de emissora.

Flávio contou que o sentimento de todos que chegam ao local é sempre de muita emoção e que seu choro não representa o mínimo de sofrimento que os moradores da cidade estão sentindo: “A gente está aqui, no mesmo lugar onde estivemos fazendo a transmissão. A retroescavadeiras estão tirando entulhos para abrir caminho para algo que é desconhecido. A gente se emociona, porque o que estamos sentindo aqui não é quase nada perto do que a população está sentindo”.

O jornalista aproveitou o momento para chamar a atenção das autoridades, tendo em vista a recorrência de casos: “O que está acontecendo aqui em Petrópolis não é resultado da chuva, não a chuva que causou isso aqui. A chuva vai cair sempre, ela vem todo início de ano, mas são décadas e décadas de abandono dessas populações que moram nas encostas e que não tem acesso a um programa de habitação decente e o resultado é esse. As autoridades conhecem o problema, mas nada é feito”.

Confira!