Fechar
Programa de TV

Apresentador da Record TV sofre ataque racista ao vivo e sai aos prantos

Âncora do telejornal foi chamado de “macaco” por meio de uma mensagem pelas redes sociais

Bruno PintoRepórter do EM OFF

Na noite da última sexta-feira (02), durante apresentação do “Cidade Alerta PE”, transmitido pela TV Clube, afiliada da Record TV no estado de Pernambuco, o apresentador Evenilson Santana foi mais uma vítima de comentários racistas vindo por meio de uma mensagem enviada para ser exibida na TV.

O jornalista Evenilson Santana, que é o apresentador substituto da atração jornalística, leu uma mensagem que foi retransmitida ao vivo. Com palavras racistas, a autora da mensagem, identificada como Suellen, não poupou o vocabulário preconceituoso e ofendeu duramente o apresentador.

A internauta enviou uma mensagem perguntando se o “macaco” – se referindo ao apresentador Evenilson Santana – que estava apresentando o “Cidade Alerta” era louco. Sem saber previamente o conteúdo, como de costume, o âncora leu toda mensagem enviada ao vivo.

Visivelmente abalado com a lamentável situação, o apresentador do telejornal encerrou a edição dizendo que jamais se despediu do telespectador de maneira tão triste. Segundo informações, ainda sob impacto do acontecimento, Evanilson saiu do estúdio transtornado e aos prantos.

Continua após a publicidade

Instantes após o ocorrido, o apresentador fez uma declaração durante o “Jornal da Clube” e falou o sobre o triste episódio. “Infelizmente, em 2021 e tem gente com esse tipo de comportamento. Tanta coisa para a gente se preocupar e alguém vai em uma rede social, na nossa transmissão e comenta isso”.

Segundo Evanilson, a mulher já foi identificada e assessoria da emissora acionada. “Essa pessoa já foi identificada. Eu não dou muita importância as vezes, mas tem muita gente indignada. Não param de chegar mensagens do pessoal preocupado comigo. A assessoria da TV já foi acionada”.

O apresentador continuou dizendo que o acontecido ocasionou grande comoção e falou sobre a dificuldade de conquistar seu lugar sendo negro. “Eu poderia dar pouca importância, mas isso gerou comoção em muita gente, sabe? Eu mesmo me chamo de negão, eu levo a cor negra e tenho muito orgulho disso. Sabe por que? São quase trinta anos na comunicação, e para quem não sabe, foi muito difícil. É muito mais difícil para a gente que é negro”.

Além de Evanilson Santana, outras milhares de pessoas sofrem com comentários e atitudes racistas diariamente. Em 2020, o Tribunal de Justiça de São Paulo condenou dois homens pelos crimes de racismo e injúria racial contra a também apresentadora Maria Júlia Coutinho.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff