Fechar
Em Entrevista

Apresentadora da RedeTV! revela abuso sexual quando era adolescente

A comandante do "TV Fama" contou os detalhes de um acontecimento que gerou traumas em sua vida

Bruno PintoRepórter do EM OFF

Alinne Prado foi a convidada do programa “Sensacional”, transmitido pela RedeTV! na noite desta quinta-feira (30). A apresentadora do “TV Fama” ficou visivelmente emocionada ao tocar em um assunto que marcou sua vida e a deixou traumatizada. Alline então revelou que foi abusada sexualmente por um namorado quando ainda era muito jovem.

A ex-contratada da Rede Globo contou detalhes de como tudo aconteceu. Segundo ela, o abuso ocorreu quando ela tinha 13 anos e morava no Morro do Dendê, na Ilha do Governador, no estado do Rio de Janeiro. Alinne disse que na época, seu namorado, que era um criminoso da comunidade, a usou e que sua primeira relação sexual, foi sem o seu consentimento.

A apresentadora contou que nunca havia falado sobre o assunto publicamente e que sofreu vário tipos de abuso: “É a primeira vez que estou falando disso. Meu primeiro namorado foi o primeiro homem que me olhou. Eu era uma menina, e ele era um cara de 27 anos, gerente de uma boca de fumo. Sofri dele todos os tipos de abuso, fui abusada sexualmente. E só entendi isso muito tempo depois, porque eu pensava que era normal”.

Alinne contou que ao saber do ocorrido, seu pai foi procurar saber o havia acontecido, mas que foi ameaçado de morte pelos bandidos da comunidade: “Dentro de cada comunidade existe uma lei, funcionam de maneiras diferentes. Quando o meu pai foi buscar uma satisfação, tentando entender o que tinha acontecido, ele foi ameaçado de morte. Foi muito duro para mim e para a minha família inteira também”.

Continua após a publicidade

Visivelmente emocionada por estar se abrindo em rede nacional e lembrando de um caso tão traumático, a jornalista falou que precisou de muito apoio de sua família, além de buscar no plano espiritual, a força para conseguir passar pelo momento complicado: “Foi a estrutura familiar que me deu muita base para eu conseguir sair. Essa estrutura familiar é espiritual”.

Embora não siga uma doutrina religiosa atualmente, Alinne contou que foi em uma igreja que conseguiu superar aquela fase: “Não tenho uma religião, mas na época busquei essa espiritualidade muito forte dentro da igreja evangélica, que é a salvação de muita gente dentro das comunidades. Ali eu fui buscando e conseguindo mais força para sair e superar. E consegui”.

A jornalista revelou que, anos após o acontecido, foi fazer uma reportagem no local e descobriu que homem que a abusou havia morrido: “Quando eu estava indo fazer uma matéria e descobri o nome, era essa pessoa que anos atrás eu tinha me relacionado. Eu voltei, nem quis ir, não vi . Eu nem senti raiva, não senti nada, só muita pena. Muita pena por ter ido tão jovem”.

Confira o vídeo do desabafo de Alinne Prado: