Fechar
Quente

Autora de ‘Um Lugar ao Sol’ esclarece cena de masturbação

Lícia Manzo revelou os detalhes e o motivo que a fez exibir a cena em rede nacional

Bruno PintoRepórter do EM OFF

Os telespectadores que estavam a assistindo a novela “Um Lugar ao Sol” na noite desta quarta-feira (25), ficaram surpresos com a cena em que a personagem Rebeca, que é interpretada por Andréa Beltrão, se masturba. Quebrando os tabus que ainda existem a respeito do assunto, a autora do folhetim das nove revelou o real motivo que a fez abordar um tema pouco discutido, principalmente na teledramaturgia.

Em entrevista ao portal Gshow, da Globo, Lícia Manzo não pensou duas vezes antes de falar sobre um assunto que, segundo ela, deveria ser tratado com maior naturalidade entre as mulheres, pois se trata de algo completamente normal: “Minha intenção ao escrever a cena foi tirar do armário algo normal e saudável. Que a mulher possa explorar, conhecer o próprio corpo”.

A autora da Globo revelou o objetivo de transmitir uma cena que raramente é exibida na televisão brasileira. Lícia fez questão de ressaltar a importância da masturbação para as mulheres, tendo em vista que o tema é muito comum entre homens: “Escrevi a cena porque mulheres também sentem prazer e desejo. Porque a sexualidade é parte da vida das mulheres, e não só dos homens”.

Manzo contou que a personagem de Andréa Beltrão é o retrato da realidade muitas mulheres que são obrigadas a passarem por situações complicadas quando está vivendo em uma relação a dois: “Escrevi a cena porque num casamento tóxico, abusivo, a saída mais que honrosa de uma mulher pode ser buscar a conexão perdida com ela mesma, redescobrindo o prazer em si mesma”.

Continua após a publicidade

A autora da novela “Um Lugar ao Sol” disse que quis retratar uma das formas que as mulheres tem de serem livres com elas mesmas, de mostrar que não dependem de alguém para conseguirem prazer: “Solidão a dois é algo terrível. E o caminho para a libertação de Rebeca, assim como para outras mulheres, está, literalmente, em suas próprias mãos – e em seu próprio corpo”.

Logo após a cena em questão, diversos telespectadores foram correndo para as redes sociais para comentar. Identificado como Mauricio Gyboski, o internauta relembrou de uma cena abordando o mesmo tema: “Delicada a abordagem da masturbação feminina. Ainda tabu, como na 1980 de Coração Alado, quando a personagem de Débora Duarte se tocou. Não por acaso, a atriz vive a mãe de Andrea Beltrão. Catucha foi vingada e libertada da caretice 4 décadas depois”.

Assim como tiveram internautas enaltecendo a atitude da autora e da Rede Globo ao exibir a cena íntima, alguns usuários das redes sociais não ficaram nada satisfeitos com o que assistiram e soltaram o verbo: “Qual a necessidade disso? Não é querer ser pudico, mas esse tipo de cena seja homem ou mulher não tem a menor necessidade na tv aberta antes das 22 da noite. Apelação total”, disse outro telespectador.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff