TV

Band vende programação matinal para pagar despesas de Faustão

A partir de agosto, o Show da Fé, com R.R. Soares, voltará a ser atração na faixa das manhãs da emissora

Danilo Reenlsober
Repórter do EM OFF

A chegada de Fausto Silva à Band abriu um verdadeiro “rombo” nos cofres da emissora paulista. Desde de estreou, em janeiro, o “Faustão na Band” não alcançou os índices de audiência esperados pela direção. Pior: também não bateu as metas comerciais, já que gera muito custo para a empresa de Johnny Saad. Para fechar o mês no azul, o canal resolveu vender parte da sua grade matinal.

Desse modo, o pastor R.R. Soares, líder da Igreja Internacional da Graça de Deus, vai retornar para a programação da Band após 7 meses. A partir de agosto, o Show da Fé voltará a ser atração na faixa das manhãs, entre 6h e 8h. Assim, o telejornal local Bora São Paulo, apresentado por Joel Datena, sairá do ar. A informação foi confirmada pela Band ao EM OFF.

De acordo com o site Notícias da TV, que revelou o retorno, o contrato já vinha sendo negociado desde junho. Na primeira semana do mês passado, o pastor R.R. Soares fez uma visita na direção da Band para conversar sobre a sua possibilidade de retorno, além de assumir a Rede 21, hoje nas mãos da Igreja Universal do Reino de Deus. O religioso, no entanto, queria o “Show da Fé” em horário nobre.

A Band bateu o pé se negou a vender o horário hoje ocupado pelo “Faustão na Band”. Segundo a emissora, mesmo que marque entre 3 e 4 pontos de média na Grande São Paulo, Faustão tem conseguido incomodar a Record e tem clientes com contratos publicitários já fechados. Com isso, uma alternativa aceita por R.R. Soares e pela Band foi ocupar um horário na faixa da manhã.

De acordo com o site, a emissora do Morumbi não vai fazer demissões com o fim do Bora São Paulo. A equipe do programa é a mesma do nacional Bora Brasil, que segue no ar também com Joel Datena em duas edições: das 8h às 9h; e das 10h35 às 11h. No horário, os números ficam em torno de 1 ponto de audiência na Grande São Paulo.

Crise

R.R. Soares ocupou o horário nobre da Band de 2003 a 2021 saiu do ar na grade noturna da Band justamente para dar lugar ao programa de Fausto Silva. O “Faustão na Band” foi cercado de muita expectativa da direção da Band, que esperava um aumento na audiência e na arrecadação com publicidades. Muitas dessas expectativas não foram cumpridas pela atração, que deve passar por uma grande reformulação, deixando de ser diário.

De acordo com a jornalista Cleo Guimarães, da coluna F5, do jornal Folha de São Paulo, a partir de 23 de agosto a atração fica 35 minutos mais curta. Oficialmente, o programa mais enxuto teria relação com o início da transmissão do horário eleitoral gratuito na televisão, no dia 26 de agosto. Porém, a Band não pretende voltar ao seu cronograma original depois das eleições: a atração deve continuar ocupando a mesma faixa até o final do ano.

A mudança mais significativa vem mesmo no ano que vem. Ainda de acordo com a jornalista, em 2023 o “Faustão na Band” deixará de ser diário e passará a ter uma periodicidade menor. Ainda não se sabe se a atração de Fausto Silva será será exibida duas ou três vezes por semana. A possível alteração no programa vem em meio a uma verdadeira crise.

No mês passado, o EM OFF publicou com exclusividade que a Band está vivendo uma verdadeira crise após a chegada do apresentador Fausto Silva. Devido aos altos custos de produção do “Faustão na Band” e com a arrecadação do programa abaixo do esperado pela alta cúpula da emissora, a situação financeira do canal vem se complicando dia após dia. Com isso, a Band realizou uma verdadeira onda de demissões.

O Bora São Paulo sairá do ar em agosto (Reprodução)