Fechar
DESABAFOU

Celso Russomanno abre o jogo sobre morte da esposa e fala em negligência

Celso Russomanno perdeu sua primeira esposa em 1990 por negligência médica

Hanna HaikaRepórter do EM OFF

Celso Russomanno concedeu uma entrevista à Daniela Albuquerque do Sensacional, da RedeTV!, e contou um pouco sobre a morte prematura de sua primeira esposa, Adriana Torres Russomanno em 1990, em decorrência de, segundo ele, “negligências médicas”. O comunicador relembrou os cuidados com a filha Laura Russomanno, na época com apenas 3 anos.

“Virei pai e mãe igual ao Ronnie Von que [também] tem essa experiência. A gente se identifica muito por conta disso”, revelou. “Tive que viver situações como: comprar lingeries para ela, conversar sobre sexo e interditar o banheiro feminino em um restaurante para que eu pudesse levá-la”, contou. Hoje com 65 anos, Celso contou sobre um momento conturbado que passou com a filha durante uma reportagem.

“Teve uma vez que eu não tinha com quem deixá-la, então a levei para trabalhar comigo. No meio de uma reportagem, ela foi mexer com um cachorro que a mordeu e sua mão sangrou. Eu não sabia se terminava a reportagem ou se socorria minha filha. Foi a maior confusão na minha vida”, compartilhou o comunicador.

Ao falar sobre a dor gerada pela perda precoce da esposa, Celso Russomanno ponderou: “Quando vejo uma pessoa sofrendo hoje em dia, tenho mais cuidado ainda do que tinha anteriormente, porque a gente só conhece o sofrimento quando a gente está vivendo o sofrimento”. O apresentador afirmou que foi muito criticado por levar o caso de negligência envolvendo a esposa para televisão, segundo ele, as pessoas apontavam que ele estava se promovendo.

Continua após a publicidade

“Tem muita gente que falou: ‘Aí, ele usou o programa dele de televisão para fazer a denúncia, ele se aproveitou do momento’. Não me aproveitei do momento, era a arma que eu tinha na mão”, ressaltou o apresentador, conhecido pelo trabalho de defesa do consumidor. A entrevista completa com Celso Russomanno vai ao ar no ‘Sensacional’ desta terça-feira (17), às 22h30, na RedeTV!.

Carreira na política

Antes de iniciar sua carreira jornalística, em 1985, Russomanno filiou-se ao então PFL, hoje DEM. Ele permaneceu no PFL até 1994, quando foi convidado pelo então senador Mário Covas para ingressar no PSDB. Pelo partido disputou seu primeiro mandato para a Câmara dos Deputados, vencendo com mais de 230 mil votos, a maior votação daquele pleito. Em 1997, o deputado trocou o PSDB pelo PPB (atual PP), tentando um segundo mandato em 1998 e vencendo mais uma vez.

No ciclo eleitoral seguinte, em 2000, Russomanno tentou se eleger prefeito de Santo André, mas acabou derrotado. Em 2002, foi reeleito deputado pelo PP e em 2006 também. Em 2010, foi candidato do Partido Progressista para o governo de São Paulo, terminando em 3º lugar. No ano seguinte, depois de desentendimentos com Paulo Maluf, Russomanno deixou o PP e se transferiu para o PRB (Partido Republicano Brasileiro) para disputar as eleições de 2012.

Em sua primeira candidatura como prefeito de São Paulo, iniciou a corrida eleitoral à frente nas pesquisas. No entanto, sofreu queda nos números e ficou fora do segundo turno. Em 2014, foi eleito para o segundo mandato como deputado federal, recebendo a segunda maior votação da história, com mais de 1,5 milhão de votos.