no jornal hoje

César Tralli pede indenização aos familiares de jovem atropelado por Bruno Krupp

Ao vivo no "Jornal Hoje", o apresentador pediu para que a família da vítima fosse indenizada

Jean Telles
Repórter do EM OFF

O âncora do “Jornal Hoje’, César Tralli pediu ao vivo durante edição do programa jornalístico da Rede Globo na tarde dessa quarta-feira (3), que o modelo Bruno Krupp, pague uma indenização aos familiares do jovem que atropelou e matou, após um acidente de moto ocorrido na noite do último sábado (30). 

O apresentador de TV, repercutia as atualizações do caso que haviam sido explicados pela repórter Lilian Telles, quando fez o desabafo: “É uma tragédia para a família, para os amigos, enfim! Difícil se recuperar de uma situação dessas. E cabe também né, indenização por danos morais, a família tem que buscar algum tipo de auxílio aí na justiça, para tentar reparar essa dor que é irreparável!”, disse César Tralli.

Nessa quarta-feira (3), o modelo falou pela primeira vez após o acidente. Diretamente do hospital particular em que está internado no Rio de Janeiro, Bruno Krupp negou que estivesse alcoolizado no momento do acidente:  

“Gente, pelo amor de Deus, eu sou a última pessoa que queria que isso tivesse acontecido. Pode ter certeza que eu queria que o pior tivesse acontecido comigo. Eu fui levado de ambulância pro hospital, eu fui transferido de ambulância pra outro hospital, eu não fugi do hospital, eu não fugi dos médicos”, iniciou dizendo o ex-namorado de Sarah Poncio. 

“Eu fiquei três horas esperando no hospital pra ser atendido e ninguém me atendia. Eu estava morrendo no hospital, os empregados me tratando mal, batendo com a maca no corredor, me chamando de assassino, como se eu tivesse feito alguma errada. Eu não bebi, eu não usei drogas, eu não fiz nada, foi um acidente”, finalizou Bruno Krupp. 

O acidente: 

Câmeras de segurança da orla da praia da Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, mostraram o momento em que o modelo e influenciador Bruno Krupp, de 25 anos, passava em alta velocidade com sua motocicleta, instantes antes de atropelar e matar o adolescente de 16 anos, João Gabriel Cardim.   

O rapaz atravessava a rua acompanhado de sua mãe, quando foi atingido. As imagens foram divulgadas pelo portal G1. Vale lembrar que familiares da vítima já haviam declarado ao mesmo site de notícias, que o modelo estava em alta velocidade no momento do acidente.  

Nas imagens, é possível perceber que assim que Bruno Krupp passa, populares que estavam em quiosques próximos ao local, já percebem a sua alta velocidade. Já ao fundo da imagem, aparece a vítima atravessando a rua com sua mãe e a reação de espanto das pessoas com o acidente.  

Ainda de acordo com informações do G1, cerca de três dias antes do acidente, o modelo havia sido parado em uma blitz de Lei Seca, com a mesma moto em que pilotava no momento do acidente. Assim como aconteceu na noite de sábado (30), dia do acidente, na quarta-feira (27), o veículo também estava sem placa e Bruno Krupp não possuía habilitação.