Fechar
Chega a terminar após as duas da manhã

Clima fica tenso nos bastidores do ‘Jornal da Globo’; entenda

A equipe do telejornal está demonstrando insatisfação com a emissora dos Marinho por causa do horário do noticiário, cada vez mais tarde

Bruno PintoRepórter do EM OFF

Se o “Jornal da Globo”, na maioria das vezes, é sinônimo de alegria para a emissora dos Marinho, devido aos bons índices de audiência, além de ser um telejornal consolidado e prestigiado na televisão, a situação tem ficado muito diferente nos últimos dias. Recentemente, grande parte da equipe do jornal demonstrou insatisfação com os rumos que a Rede Globo está dando ao noticiário.

A principal queixa da produção do “JG” é com relação as mudanças no horário de exibição do telejornal. Segundo informações divulgadas pelo portal Tv Pop, a equipe do telejornal está desanimada com a estratégia adotada pela Globo, que visa apenas a disputa da audiência com a concorrência e acaba “esquecendo” do prestígio conquistado pelo jornal ao longo dos anos.

Com as mudanças promovidas internamente pela emissora carioca, o telejornal apresentado por Renata Lo Prete tem ficado cada vez mais longe do “Jornal Nacional” e mais perto do “Hora 1”. Isso porque o “Jornal da Globo” está começando tão tarde, que acaba sendo encerrado altas horas da madrugada, chegando a ultrapassar as duas horas da manhã, como já ocorreu diversas vezes.

Ainda de acordo com o site, a insatisfação de grande parte da equipe, com relação ao horário do telejornal, não surgiu apenas por causa de audiência e prestígio na programação. Diversos colaboradores que fazem parte do grupo estão alegando que o horário, cada vez mais tarde, está colocando em risco a segurança deles, tendo em vista a precariedade de transportes públicos na hora em que estão saindo do trabalho.

Continua após a publicidade

Além dos funcionários que ficam por trás das câmeras, aquela que da voz ao telejornal também começou a ser prejudicada pelo horário da atração jornalística. Renata Lo Prete, que além de âncora e editora do “Jornal da Globo”, também exerce uma outra função na Rede Globo, a de apresentadora de um podcast, e acaba tendo que ficar durante várias horas seguidas na emissora.

Embora o telejornal nunca tenha sido transmitido em horários fixos, jamais ocorreu do noticiário ter iniciado tão tarde como nos últimos dias. A reclamação da equipe do “Jornal da Globo” não é algo novo, pelo contrário. Isso porque os apresentadores que antecederam Renata Lo Prete no comando do telejornal, antes de sair da atração, chegaram a reclamar com a direção da Globo sobre os horários.

Ainda de acordo com o portal, a emissora dos Marinho não esboçou qualquer tipo de reação as queixas da equipe e, com isso, não há nenhuma expectativa com relação a uma possível mudança no horário do telejornal. Sendo assim, os colaboradores continuarão trabalhando exatamente da mesma maneira, podendo ficar ainda mais complicado, caso a Rede Globo promova novas mudanças em sua programação em 2022.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff