Fechar
Bons números

Com ajuda da Olimpíada, ‘Jornal da Globo’ tem melhor audiência em 19 semanas

Sob o comando de Rodrigo Bocardi, Jornal da Globo conseguiu bons números de audiência

Aline TorresRepórter do EM OFF

O Jornal da Globo, comandado por Rodrigo Borcardi, conseguiu um bom resultado na audiência na madrugada entre segunda (02) e terça-feira (03). Após 19 semanas, a Olimpíada de Tóquio ajudou o jornalístico a conseguir números mais altos do que estava acostumado. O jornalista estava substituindo Renata Lo Prete, que está de férias.

Devido ao fuso horário e uma diferença de 12 horas em relação ao horário de Brasília, a Olimpíada está sendo transmitida durante a noite, madrugada e começo da manhã no Brasil. Isso foi fator fundamental para o aumento da audiência do jornal, que fez a cobertura dos jogos, enquanto transmitia outras notícias do país.

O telejornal conseguiu chegar aos 10,0 pontos, com 26,2% de compartilhamento durante a madrugada. A cobertura oficial dos jogos ocorreu entre as 21h42 e 23h59 e registrou 17,9 pontos de audiência. As provas que foram transmitidas na faixa foram a canoagem masculina e vôlei de praia feminino (Brasil X Suíça).

Mesmo com o tempo reduzido para dar espaço aos Jogos Olímpicos, o Jornal da Globo conseguiu alcançar uma boa audiência. Logo após o encerramento da atração, foram transmitidas competições aguardadas pelo público, como o atletismo, vela e vôlei masculino (Brasil X Japão).

Continua após a publicidade

A madrugada e a manhã dessa terça-feira foram marcadas pela conquista de várias medalhas para o Brasil. No atletismo, Alisson Santos, de 21 anos, conseguiu medalha de bronze ao chegar em terceiro lugar nos 400m com barreiras em sua estreia nas Olimpíadas. O Brasil não subia em um pódio de uma prova individual de pista há 33 anos.

Ainda no atletismo, só que na modalidade salto com vara, o brasileiro Thiago Braz conseguiu ficar em terceiro lugar e levou a medalha de bronze, após faturar a de ouro na Olimpíada no Rio de Janeiro em 2016. O vôlei masculino está na semifinal após vencer o Japão por 3 sets a 0. O futebol masculino vai disputar a grande final com a Espanha e conseguirá no mínimo a medalha de prata.

Na vela, a dupla Martine Grael e Kahena Kunze conseguiu uma conduta impecável e garantiu a medalha de ouro com tranquilidade. O Brasil é uma potência no esporte, com 19 medalhas ao todo. Martine é filha do campeão olímpico Torben Grael. Ao todo, a família Grael já conquistou 9 medalhas olímpicas.

Abner Teixeira, conseguiu a medalha de bronze no boxe na categoria até 91kg depois de ser derrotado pelo cubano Júlio César de La Cruz. Ainda no boxe, a brasileira Beatriz Ferreira está aguardando a luta da semifinal na categoria até 60kg, mas a cor da medalha será definida após a luta. A certeza é que ela já conseguiu no mínimo o bronze.

Tem alguma foto? print? vídeo? ou áudio de alguma fofoca? envie um e-mail para contato@portalemoff.com.br sua identidade será mantida no mais absoluto sigilo