Fechar
EM ALTA

Com moral elevada, Felipe Andreoli pode ganhar mais espaço na Globo

Por conta dos altos índices de audiência que o “Globo Esporte” vem conquistando, a emissora estuda aumentar o tempo de duração da atração

Bruno PintoRepórter do EM OFF

A direção da Rede Globo está prestes a promover uma alteração importante em sua programação e o “culpado” por isso tem nome e sobrenome: Felipe Andreoli. Por conta dos altos índices de audiência que o apresentador vem conquistando diariamente à frente do “Globo Esporte”, o jornalista ganhou moral com a emissora dos Marinho e pode ter mais espaço na grade diária.

Muito animado com os números no Ibope, o departamento de Esporte do canal não pensou duas vezes antes de encaminhar uma análise completa sobre o desempenho do “Globo Esporte”. O objetivo é convencer os executivos da Globo de que a atração esportiva merece um tempo maior na programação e destacou as inúmeras “vitórias” do programa de Andreoli sobre o “SP1”.

Segundo informações divulgadas pelo portal Notícias da TV, o relatório enviado à direção da Globo destaca um crescimento de 20% na audiência do “GE” durante os finais de semana. Os números, que giram em torno dos 10 pontos durante a semana, saltam para 12 nas edições transmitidas aos sábados, dia em que foi solicitado um aumento no tempo de exibição do “Globo Esporte”.

A missão não será nada fácil, tendo em vista que a atração de Felipe Andreoli irá retirar minutos preciosos de um dos principais telejornais locais da emissora. Entretanto, os números pra lá de animadores estão deixando o departamento esportivo muito esperançosos, principalmente após o “GE” ter alcançado recentemente 14 pontos de média e 15 de pico na Grande São Paulo, seu recorde neste ano.

Continua após a publicidade

Diversos fatores foram apontados no estudo feito pela área de Esporte, dentre eles a falta de conteúdo realmente relevantes nos telejornais locais. Caso a solicitação seja autorizada pela direção da emissora dos Marinho, ela será colocada em prática já a partir do segundo semestre, deixando o SP1 com cerca de 20 minutos a menos na grade do canal aos sábados.