Fechar
Talk Show

Danilo Gentili é afastado do SBT e será substituído no ‘The Noite’

Apresentador foi diagnosticado com problema de saúde

Paulo Henrique LimaRepórter do EM OFF

Pela primeira vez desde que estreou em março de 2014 no SBT, o “The Noite”, programa de entrevistas exibido nas madrugadas da emissora, não será comandado por Danilo Gentili. O apresentador desfalcou a atração após apresentar problema de saúde, o que obrigou a direção da emissora a se movimentar às pressas para encontrar um substituto para edição desta quarta-feira (25).

As gravações do talk show ocorreram normalmente sob a apresentação de um nome substituto. A emissora ainda não divulgou quem assumiu a função, mas antecipou que os convidados de hoje serão os integrantes do “190 – Inteligência Contra o Crime”, jornalístico produzido pela plataforma de streaming Discovery+, Capitão Pavão e Soldado Gustavo. No canal de Silvio Santos eles ressaltam a rotina com a série policial, além de entregar bastidores das prisões marcantes.

O EM OFF apurou que Danilo Gentili foi diagnosticado por um forte resfriado. O SBT optou por afastá-lo de suas funções por medidas de segurança e saúde até que se recupere totalmente. Até lá, o apresentador vai continuar com um substituto. A reportagem apurou que o quadro de saúde do contratado do canal de Silvio Santos não tem relação com a Covid-19.

No “The Noite”, os convidados opinam sobre o sucesso de “190 – Inteligência Contra o Crime”. De acordo com a dupla, o formato original é responsável por inserir o público na rotina dos agentes no combate ao crime na metrópole. “Quem está assistindo se sente inserido, de fato, no programa. A visão em primeira pessoa mostra os bastidores da ocorrência. Desde onde ela nasce até todo o desenrolar”, afirmam. 

Continua após a publicidade

O elenco do formato acompanha de perto o trabalho da polícia de São Paulo em ocorrências de perseguições e invasões. As ligações para o canal 190 e as imagens captadas nas câmeras acopladas nas fardas dos agentes também são mostradas sem qualquer tipo de censura ou corte, o que permite uma transparência com o público e com a população que vive na maior cidade do país.

Os profissionais Capitão Pavão, capitão de operações do GATE e o Soldado Gustavo, especialista em negociações do GATE, o Grupo de Ações Táticas Especiais da Polícia Militar de SP, também explicam que o GATE atua em sequestros, localização de cativeiros e nas chamadas “situações limites”, que são operações delicadas e que envolvem reféns e artefatos explosivos.

Ocorrências que envolvem reféns, artefatos explosivos, pessoas com propósito suicida que estão armadas e ocorrências com criticidade muito grande”, contam eles, que ainda comentam os bastidores de processo seletivo para ingresso na corporação: “Passa-se por um rigoroso processo seletivo, um curso extenuante que irá exigir capacidades físicas e psicológicas do policial. Lá ele aprende a diminuir a ansiedade e a manipular todo tipo de armamento“.