Fechar
RECUPERADO

Danilo Gentili retorna às gravações no SBT após afastamento

Apresentador e humorista ficou afastado do “The Noite” por quase uma semana

Paulo Henrique LimaRepórter do EM OFF

Quase uma semana após ficar afastado do trabalho no SBT, Danilo Gentili já tem data para retornar ao trabalho. A emissora de Silvio Santos, que recentemente cancelou a exibição da novela colombiana “Paixões de Gavilanes”, bateu o martelo e o apresentador vai voltar ao comando do “The Noite” nas noites de segunda a sexta-feira após o “Programa do Ratinho”.

O colega de trabalho de Juliana Oliveira apresentou um forte resfriado e teve que ficar de repouso por recomendações médicas. A emissora afastou o comunicador de suas funções e correu às pressas atrás substituto para o programa de entrevistas na ´última quarta-feira (25). A dupla de humoristas Leo Lins e Murilo Couto assumiram a atração noturna durante o restante da semana.

O EM OFF apurou com exclusividade que o problema de saúde de Danilo Gentili não tinha relação com a Covid-19. No entanto, o apresentador apresentava sintomas de virose a ponto de ter refeito o teste. O resultado deu negativo para as duas ocasiões. Recuperado, ele foi visto no SBT na tarde desta segunda-feira (30) e demonstrou disposição para retomar o posto.

Foi a primeira vez que o ex-Band ficou de fora do “The Noite”. Na ocasião, Leo e Murilo receberam os protagonistas do “190 – Inteligência Contra o Crime”, reality show jornalístico produzido pela plataforma de streaming Discovery+, Capitão Pavão e Soldado Gustavo. Eles falaram sobre o sucesso da produção e comentaram sobre os bastidores da carreira policial.

Continua após a publicidade

De acordo com a dupla, o formato original é responsável por inserir o público na rotina dos agentes no combate ao crime na metrópole. “Quem está assistindo se sente inserido, de fato, no programa. A visão em primeira pessoa mostra os bastidores da ocorrência. Desde onde ela nasce até todo o desenrolar”, afirmaram. 

O elenco do formato acompanha de perto o trabalho da polícia de São Paulo em ocorrências de perseguições e invasões. As ligações para o canal 190 e as imagens captadas nas câmeras acopladas nas fardas dos agentes também são mostradas sem qualquer tipo de censura ou corte, o que permite uma transparência com o público e com a população que vive na maior cidade do país.

Os profissionais Capitão Pavão, capitão de operações do GATE e o Soldado Gustavo, especialista em negociações do GATE, o Grupo de Ações Táticas Especiais da Polícia Militar de SP, também explicaram que o GATE atua em sequestros, localização de cativeiros e nas chamadas “situações limites”, que são operações delicadas e que envolvem reféns e artefatos explosivos.

Ocorrências que envolvem reféns, artefatos explosivos, pessoas com propósito suicida que estão armadas e ocorrências com criticidade muito grande”, contam eles, que ainda comentam os bastidores de processo seletivo para ingresso na corporação: “Passa-se por um rigoroso processo seletivo, um curso extenuante que irá exigir capacidades físicas e psicológicas do policial. Lá ele aprende a diminuir a ansiedade e a manipular todo tipo de armamento“.