TV

Em ano eleitoral, emissoras podem desistir dos debates com presidenciáveis

Segundo colunista, canais estão perdendo o interesse nos debates devido à incerteza da presença de líderes nas pesquisas

Danilo Reenlsober
Repórter do EM OFF

Está marcado para o dia 02 de outubro o primeiro turno das eleições deste ano. Além de deputados, senadores e governadores, a população brasileira vai às urnas para escolher o próximo presidente da República pelos próximos quatro anos. E algo que já é tradição em anos eleitorais no Brasil, dessa vez, pode não acontecer: os debates políticos nas principais emissoras.

Segundo o colunista Flávio Ricco, do portal R7, os debates envolvendo os candidatos ao cargo de presidente da República se tornaram uma verdadeira dúvida nos bastidores de várias emissoras, como Globo, SBT, Band e RedeTV. De acordo com esses canais, os dois principais candidatos em 2022, Luís Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL), que lideram as pesquisas, não confirmaram participação em nenhum debate.

Historicamente, a Band é a primeira emissora a realizar debates. A Globo, por sua vez, é sempre a última, promovendo o encontro entre presidenciáveis poucos dias antes da eleição. Com a incerteza de que os líderes na intenção de voto da população possam participar do evento, a realização dos debates têm sido questionada no corredores dessas empresas.

Em maio, o jornalista Murilo Fagundes, do portal Poder360, informou que o presidente Jair Bolsonaro (PL) não deve participar dos debates eleitorais no 1º turno das eleições. O presidente deu a declaração em entrevista ao apresentador Carlos Massa, conhecido como Ratinho, na Rede Massa FM. Bolsonaro ainda defendeu que os debates tenham perguntas previamente acertadas.

“No 2º turno, vou participar. Se eu for [para o 2º turno]. Devo ir, né? Aí vou participar. No 1º turno, a gente pensa. Por quê? Se eu for, os 10 candidatos vão querer o tempo todo dar pancada em mim”, disse o chefe do Executivo. “O debate tinha que ser com pergunta pré-acertada com os encarregados, para não baixar o nível”, declarou o presidente na entrevista.

Também no mês passado, o site Observatório da TV divulgou que William Bonner foi confirmado no debate presidencial, caso ele realmente ocorra. O encontro entre os políticos no primeiro turno está marcado para o dia 29 de setembro. Caso haja segundo turno, a atração está agendada para o dia 28 de outubro.