Fechar
AO VIVO

Equipe do ‘Brasil Urgente’ é expulsa de delegacia e Datena se revolta

Cinegrafista foi retirado do local sob gestos e gritos de um policial que teve sua identidade revelada pelo apresentador

Bruno PintoRepórter do EM OFF

Se tem algo que está se tornando cada vez mais comum no “Brasil Urgente”, sem dúvidas, são as crises de nervosismo que José Luiz Datena vem tendo durante a transmissão do telejornal policial da Band. O apresentador não faz questão de esconder sua revolta, seja em decorrência de uma falha da equipe ou por conta de uma notícia, e acaba soltando o verbo ao vivo.

Desta vez não foi diferente e o jornalista se mostrou indignado com a forma como um cinegrafista de sua equipe foi tratado em uma delegacia. Ele fez um desabafo repleto de raiva no programa nesta quinta-feira (07). O profissional estava tentando registrar imagens de um veículo, que possivelmente transportava Cássio Ramos, goleiro do Corinthians, quando foi enxotado aos berros por um agente da polícia.

Em um determinado momento do programa, o apresentador mostrou o instante em que sua equipe é expulsa do local por um policial. Exibindo as imagens, Datena detonou a postura do agente: “Doutor, é só pedir com tranquilidade e educação que a gente sai. A gente trata todo mundo com tranquilidade e educação, seria legal também ser pedir da mesma forma. Não tem problema nenhum. Você tem que correr é atrás de bandido, não te trabalhador”.

Enquanto o cinegrafista era expulso sob gestos e gritos, o apresentador desabafou: “Não adianta dar uma de machão, nossa equipe já saiu. Pra quê dar uma de machão aí? qual motivo? A gente sempre trata bem vocês da Polícia. Nós já saímos daí, agora o que você vai fazer? Prender a gente? Mais que absurdo! Enxotando a gente como se fosse cachorro. Quem é esse cara aí? A gente só defende esses caras aí! Tenham educação e façam isso com a família de vocês”.

Continua após a publicidade

Na sequência, Datena chamou uma outra reportagem, mas mostrou que ainda estava muito furioso com a atitude do policial e voltou a falar sobre o ocorrido: “Esse policial que aparece enxotando a gente aí como se fosse cachorro, chama-se Marcel. Ele é do DOPE, sob a chefia do Nico. Eu queria saber se, uma vez na vida, eu tratei algum policial da sua equipe assim. Nós somos trabalhadores, ninguém aqui é bandido não. Esse Marcel não sei se é delegado ou investigador, mas ele é um sem educação”.

O jornalista continuou detonando a forma brusca como seu colega de trabalho foi expulso da delegacia: “Vai tentar agir com essa ferocidade com bandido, meu chapa. Aqui não tem bandido não, aqui tem trabalhador. Enxotando a gente como se fosse cacho rro. O que é isso? Nem cachorro merece ser tratado assim, mesmo porque o bichinho merece um bom tratamento”.

Por fim, Datena descreveu o ocorrido como “abuso de autoridade”: “Que sujeito folgado, cara! O que ele falou? Ele ameaçou a gente ali? Porque o rapaz saiu correndo dali. Se ameaçou, registra um boletim de ameaça contra esse cara… Quando prendem pessoas, aí vocês não fazem isso. Quando vocês dão um cano e a gente quer mostrar, vocês não fazem isso, porque esse cara tem essa falta de respeito com a gente? Se faz isso com a nossa equipe, imagino o que fazem com cidadão comum na rua. Se acha o dono do mundo. Isso é abuso de autoridade, estupidez e falta de educação”.

Confira!