Fechar
SBT

Fã de Marília Mendonça, repórter do ‘Fofofcalizando’ vai aos prantos ao vivo

SBT tem dedicado espaço do programa de fofocas para cobrir a morte de Marília Mendonça

Paulo Henrique LimaRepórter do EM OFF

Everton di Souza, o Fofoquito do “Fofocalizando”, programa vespertino exibido pelo SBT de segunda a sexta-feira, foi o enviado da emissora para mostrar um grafite feito pelo artista Paulo Terra em homenagem à Marília Mendonça, morta na última sexta-feira (5) após sofrer acidente aéreo. O link ao vivo foi marcado por emoção do profissional e comoveu o público e os colegas de elenco.

Durante entrada na atração de fofocas para falar sobre a arte localizada no Campo Limpo, Zona Sul de São Paulo, o repórter se disse fã da intérprete de “Infiel”. Enquanto elogiava a carreira meteórica da cantora sertaneja, Everton di Souza não segurou as lágrimas e interrompeu a matéria. “Eu não consigo [falar], não queria vir pra cá”, justificou o repórter enquanto virava a cabeça para fora do enquadramento da câmera.

Percebendo o nervosismo do profissional e a delicadeza do assunto abordado no programa vespertino, Chris Flores puxou a transmissão para os estúdios do SBT. A titular do “Fofocalizando” elogiou o profissionalismo do colega e ressaltou que o mesmo é um homem sensível quando está fora do personagem “Fofoquito”, responsável por sua consolidação na TV brasileira.

“Ele é assim mesmo, sensível, não tenha medo de ser quem você realmente é. Ele foi uma das últimas pessoas que entrevistaram Marília Mendonça. A TV precisa de gente de verdade, assim como você é. Não de pessoas engessadas diante das câmeras”, pontuou a apresentadora, enquanto a direção do programa dividia tela com o repórter ainda se recompondo para continuar a reportagem.

Continua após a publicidade

SBT ´´é criticado durante cobertura da morte de Marília Mendonça

Desde a última segunda-feira (8) o SBT tem dedicado tempo integral do “Fofocalizando” para a cobertura atrasada da morte de Marília Mendonça. O avião em que estava a cantora caiu na zona rural de Piedade de Caratinga (MG). Ela havia deixado Goiânia (GO), onde vivia com a mãe, Ruth Dias, e o filho, Léo, de 1 ano e 9 meses, para cumprir agenda de shows retomada nos últimos dias.

Durante um link ao vivo, a repórter Ariany Rollim passou as últimas atualizações sobre o acidente ao lado do túmulo da cantora sertaneja, que foi sepultada ao lado do tio Abicieli Silveira Dias Filho, neste sábado (6), no Cemitério Parque Memorial, na capital. O sepultamento dos corpos ocorreu em cerimônia restrita aos familiares e amigos mais próximos. Fãs puderam se despedir da artista durante o velório.

A repórter do SBT falou sobre a presença de fãs no local em que a compositora foi sepultada. A jornalista leu algumas homenagens deixadas no túmulo e pediu para o cinegrafista da emissora focar a câmera em uma das homenagens. “Aqui foram feitas várias homenagens, coroas de flores de famosos, como Chitãozinho e Xororó, Maiara e Maraisa e Humberto e Ronaldo”.

“Tem um cartaz aqui muito bonito, olha só”, iniciou Rollim. “A vida é um sopro, nunca estamos preparados para as surpresas que ela nos reserva. Vai com Deus Marília, nossa Rainha da Sofrência. O céu encheu-se de luz, e uma nova estrela começa a brilhar no céu”, leu a profissional durante a a matéria ao vivo. A mensagem foi deixada por um fã chamado Paulo Henrique Gonçalves.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff