Fechar
Saia justa

Felipe Prior pede beijo de Patrícia Abravanel e deixa apresentadora sem graça

Ex-BBB participou do quadro “Não Erre a Letra”, do “Programa Silvio Santos

Paulo Henrique LimaRepórter do EM OFF

Substituindo Silvio Santos no programa do SBT há algumas semanas, Patrícia Abravanel enfrentou uma saia justa ao receber ex-BBB’s no quadro “Não Erre a Letra”, neste domingo (31). Felipe Prior, um dos convidados, deixou a apresentadora e filha do dono da emissora sem graça após pedir um beijo no palco do dominical, o que foi negado de forma imediata.

A comandante do “Vem Pra Cá” interagia com uma moça da plateia após o arquiteto ter errado a intérprete da música “Coisa Boa”, de Gloria Groove. Com coragem, o famoso se dirigiu ao microfone e fez o pedido inusitado. “Posso te dar um beijo?”. Surpresa, a esposa de Fábio Faria, ministro das Comunicações do governo Bolsonaro, repreendeu o convidado da atração. “Não”.

“Se liga, vai procurar tua turma. Eu sou uma mulher casada, Prior, com três filhos”, disse e mãe de Pedro, Senor e Jane Abravanel Faria. Com sorriso amarelo após reação da plateia, Felipe Prior explicou melhor o pedido. “Mas um beijo na mão”. Direta e sem complicar ainda mais a situação, Patrícia, que é casada desde 2017 com o político, ordenou: “Vai catar coquinho”.

O assunto logo saiu de cena e o quadro musical foi retomado de onde parou. No “Programa Silvio Santos”, que é gravado com antecedência em relação ao dia que vai ao ar no SBT, os ex-BBB’s Arthur Picoli, Kerline Cardoso, Paula von Sperling, Lucas Gallina e Emilly Araújo também competiram pelo prêmio de R$ 2 mil. Gallina levou a melhor e faturou a quantia disputada.

Continua após a publicidade

Além de substituir o pai no “Programa Silvio Santos’, Patrícia Abravanel comanda diariamente o “Vem Pra Cá”. Na atração matinal do SBT, a apresentadora saiu em defesa da emissora e negou que a empresa ameniza as polêmicas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), além de afirmar jornalismo da casa, alvo de críticas durante a pandemia da Covid-19, é isento.

“Não temos partidos, somos a favor do que o povo quer. o povo elegeu o presidente, assim como na outra eleição elegeu a Dilma. Nosso jornalismo aqui é isento”, afirmou a apresentadora, que em seguida se demonstrou contra aos inúmeros pedidos de impeachment feitos contra Jair Bolsonaro por sua gestão durante a crise provocada pelo coronavírus. “O Bolsonaro entra nesse cenário falando ‘calma’. O povo tem que entender que o impeachment só vai atrasar o Brasil, deixar o país numa situação pior. O ideal é que se resolva isso em Brasília”.

Em dezembro de 2020, o presidente foi à casa de Silvio Santos e rejeitou o uso de máscara protetora, uma das medidas da OMS contra a Covid-19. O marido de Patrícia também estava no encontro. Além dele, o presidente dos Correios, Floriano Peixoto, também participou da visita motivada pela entrega do selo alusivo aos 90 anos do comunicador.

Segundo o governo, as pessoas que participaram do encontro fizeram testes PCR antes de se aglomerarem na mansão do apresentador, em São Paulo. No entanto, antes de se encontrar com Silvio, Bolsonaro se reuniu com milhares de pessoas para a inauguração da torre do Relógio da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp).

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff