Audiência da TV

‘Fofocalizando’ aposta em programa polêmico e dá menos audiência que ‘Esmeralda’

Programa repercutiu caso Klara Castanho e mostrou pronunciamento de Matheus Baldi sobre a polêmica

Paulo Henrique Lima
Repórter

O “Fofocalizando” destinou toda a edição desta segunda-feira (27) para repercutir o caso Klara Castanho. Apresentado por Chris Flores, o programa vespertino do SBT desmentiu rumores de que teria noticiado a gravidez da atriz da Netflix, além de permitir que Matheus Baldi, co-apresentador, se pronunciasse ao vivo sobre a publicação da informação em suas redes sociais sem a devida checagem dos fatos.

No estúdio da atração de fofocas, Chris não passou a mão na cabeça do colega de elenco e disse sentir nojo da atitude dos responsáveis pela divulgação do parto da artista. Klara deu à luz um bebê fruto de estupro e optou por doar a criança seguindo todas as etapas legais que a lei permite. “Acho tudo muito lamentável. Estou há dias sem dormir. O que passei pro Matheus é que sim, ele cometeu um erro, independente da intenção. Por que acho que nesse tipo de caso, a gente não deve dar”, disparou a comunicadora.

Em matéria de ibope, o “Fofocalizando” não superou as novelas mexicanas em um dia em que a atração se tornou o assunto mais comentado nas redes sociais. Aguardado pelo público por causa do pronunciamento de Baldi, o vespertino marcou 4,4 pontos de média e deu menos audiência que capítulo da reprise de “Esmeralda” (2004). A trama protagonizada por Bianca Castanho registrou 4,8.

“Carrossel” (2012) também superou o índice do programa criado por Silvio Santos. Exibida antes de “Esmeralda”, a trama estrelada por Larissa Manoela pontuou 4,5. Depois das 17h, as “Novelas da Tarde” também superaram a atração. “Cuidado com o Anjo” obteve 5,3, enquanto “Amanhã é Para Sempre” registrou 6,3. Por outro lado, o “Casos de Família” teve audiência inferior (3,4).

No “Fofocalizando” ao vivo, especialistas da área do Direito analisaram o caso Klara Castanho e concluíram que a atriz agiu dentro do que a Justiça determina. Cada ponto representa 74.666 mil domicílios e representa 205.755 mil indivíduos na Grande São Paulo, principal praça para o mercado publicitário.