Fechar
DIVERSIDADE

Globo coloca mulher trans como Deus em nova novela

Marcella Maia, conhecida também por A Maia, é uma atriz trans e ganhou protagonismo em ‘Quanto Mais Vida, Melhor’ na tela da Globo

Adriel MarquesRepórter do EM OFF

Marcella Maia, conhecida por A Maia, vive uma das protagonistas de ‘Quanto Mais Vida, Melhor‘, a nova novela das 19h da Globo. Retornando com a teledramaturgia inédita, após ‘Salve-Se Quem Puder’, a novidade envolve ficção e comédia e ganhou a aprovação do público logo que estreou. Giovanna Antonelli, Vladimir Brichta, Valentina Herszage e Mateus Solano também são os atores principais e morrem na trama.

O roteiro gira em torno do quarteto, que recebe uma segunda chance da Morte ainda no céu, com a condição de corrigirem as suas vidas na Terra. O prazo para consertar os erros do passado é de apenas um ano. Após esse período, somente um dos personagens morrerá de forma definitiva. Em entrevista para o web site da novela, Giovanna Antonelli revelou o que faria se ganhasse uma segunda chance: “Eu ia só me divertir todos os dias, ficar com as pessoas que amo. Eu não ia dormir nunca mais!”

No site do Gshow, Marcella Maia é intitulada de Morte, mas nas redes sociais a atriz se apresenta de forma diferente. Divulgando a estreia de ‘Quanto Mais Vida, Melhor’, a celebridade escreveu: “Deus é uma mulher! Esse dia chegou. Vem aí sua nova novela das sete que estreia hoje na Globo. Tô bonita ou tô engraçada?”. Nas postagens de A Maia, que também já participou do clipe da cantora internacional Fergie, a nova contratada da Globo usa a frase: “God Is a Woman”, como hashtag.

Em português significa: “Deus é mulher”. Ariana Grande, diva americana do pop, também gravou uma canção com o mesmo título em inglês. Na nova novela das 19h, a diversidade se faz presente. Além de Marcella Maia, temos Nany People e Carol Marra, que também são atrizes transexuais dando voz ao público LGBTQIA+. Alessandro Brandão, ator e homossexual na vida real, interpreta Chefe que é um personagem não-binário. Na história é dono da boate Pulp Fiction e vários artistas do elenco vão passar pelo local, com cenas marcantes e que prometem surpreender o público do sofá.

Continua após a publicidade

Em um papo com Marcelle Carvalho, colunista da UOL, o diretor Allan Fiterman falou sobre a presença das atrizes na novela: “A gente não está perfeito, mas temos diversidade, temos três mulheres trans, sem apontar isso em nenhum momento. Temos outro protagonismo que é a Morte e pensamos em trazer uma mulher trans, que dá uma novidade, uma modernidade. A gente tentou, isso tudo vai melhorar e tem que aumentar mais”.

Em entrevista para a Vogue, Marcella falou sobre a experiência de ter participado do filme Mulher Maravilha, ao lado de Gal Gadot: “Foi incrível. Não tenho muito material. Mas foi ali que eu decidi que não queria mais modelar e sim ser atriz. A partir disso, começou meus estudos. Sempre estou aprendendo. Acredito que a única forma da gente salvar esse país é através da educação e da cultura”.

Destaque na São Paulo Fashion Week, Marcella falou com a Vogue Brasil sobre o papel na novela da Globo: “Eu já tinha feito vários testes. É aquele velho ditado: ‘Quem vê close, não vê corre’. Já gravei a novela por 1 ano. Estreia segunda-feira agora, dia 22. Quando esse papel veio na minha mão, ele já tinha passado por Fernanda Montenegro, Patrícia Pilar e foi aí que eu pensei ‘nossa, que responsabilidade!’. Fazer uma deusa, um anjo, um personagem lúdico, que não é mortal”.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff