Fechar
Bom Rio

Globo expõe Dona Rosângela após entrevista viral

Ana Beatriz contou os bastidores do trabalho após entregar a patroa em entrevista o “Bom Dia Rio”

Paulo Henrique LimaRepórter do EM OFF

A Globo surfou no meme da Dona Rosângela durante o “Bom Dia Rio” desta quarta-feira (30). O telejornal local comandado por Flávio Fachel mostrou a identidade da mulher que se tornou um dos assuntos mais comentados do país após revolta da funcionária que estava impossibilitada de chegar ao local de trabalho por causa da greve de rodoviários na capital fluminense.

“Patrão mandou dar um jeito da gente chegar lá. De que jeito? Não sei. De avião, só pode. Porque não tem como, né, Dona Rosângela? Não tem como chegar no trabalho”, reclamou Ana Beatriz, de 23 anos, enquanto olhava para a câmera como se estivesse olhando para a patroa, em entrevista ao noticiário na manhã desta terça-feira (29). A resposta espontânea da mulher viralizou instantaneamente

Diante da repercussão da fala da jovem, a identidade da contratante passou a ser vasculhada por curiosos nas redes sociais. Em entrevista “a Globo, Rosângela abriu o jogo sobre os bastidores da situação relatada pela funcionária na TV. Ao contrário do que muitos acham, ela afirmou não ser uma patroa que só pensa em si, e levou o momento na esportiva após reencontrar a contratada.

“Foi complicado, mas tinha como chegar no serviço, principalmente pra ela e os outros que tinham um ônibus. Ia demorar um pouco, mas tinha como chegar. Eu mandei ela chegar porque ela tava de experiência. Falei ‘vai, dá um jeitinho aí, mas não mandei ela ir de avião não, tá?'”, divertiu-se durante link no telejornal local equivalente ao “Bom Dia SP”, de Rodrigo Bocardi.

Continua após a publicidade

Rosângela deu a entender que foi alvo de críticas das pessoas após o episódio, mas explicou não ter passado do ponto ao pedir para que a auxiliar de serviços gerais tentasse chegar ao local de trabalho. Ana conseguiu chegar para trabalhar somente três horas depois do horário previsto devido a demora em encontrar ônibus. “Ela que falou aquilo brincando, é o jeito dela de falar”.

A patroa também enfrentou o caos provocado pela greve de rodoviários no Rio de Janeiro. Em tom de denúncia, ela afirmou que alguns motoristas de van estavam cobrando quatro vezes mais caro do que normalmente costuma pagar. “Aqui é BRT ou van, mas as vans esão cobrando até R$ 20 e estão circulando até Campo Grande só. Em dias normais a passagem custa R$ 4,05. Aí não tem como”.

Ana Beatriz contou ao “Bom Dia Rio” que os amigos temeram por sua demissão após expor a patroa na TV. “Os colegas botaram maior pilha pensaram que a patroa ia ficar com raiva, mas nada mudou. Foi só uma brincadeira”.

Tags Relacionadas: