Fechar
TESTE

Globo pode criar novelas inéditas para o período da tarde

Diretor da emissora descartou que nova reprise seja apenas para economizar e disse que exibição é um teste

Danilo ReenlsoberRepórter do EM OFF

A partir da próxima segunda-feira, dia 6 de dezembro, a Rede Globo inaugura em sua programação um novo horário de reprises de novelas. Seguindo o que SBT e Record TV já fazem, a emissora carioca aposta na nova faixa para atrair a audiência. Segundo a direção do canal dos Marinho, no entanto, se a recepção da grade for boa, títulos inéditos para as tardes não estão descartados.

A nova faixa de novelas será inaugurada com uma edição especial de “O Cravo e a Rosa”, clássico do horário das 18h protagonizado por Du Moscovis e Adriana Esteves. O folhetim será exibido logo após o Jornal Hoje. Depois da novela, segue a exibição da Sessão da Tarde e, em seguida, mais novela com “Vale a Pena Ver de Novo”. O novo horário vai ser dedicado a novelas mais leves, exibidas originalmente às 18h ou 19h.

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, o diretor da Globo, Amauri Soares, afirmou que a opção por mais reprises na grade vespertina não tem relação com questões orçamentárias ou econômicas. Segundo ele, a ideia é “testar” o gênero, em vez de tentar bancar um novo programa. A Globo já tentou emplacar o “Se Joga” no passado, sem sucesso: a atração saiu do ar poucos meses depois.

Antes do custo, vem a questão da grade. A gente tem observado muito a nossa grade, promovemos um crescimento enorme do Jornal Hoje durante a pandemia. Pensando em voltar aos poucos ao mais próximo daquela normalidade, estamos há muito tempo estudando essa experiência com dramaturgia após o Jornal Hoje, uma dramaturgia adequada pra quem está em casa nesse horário, um relaxamento no começo da tarde, para crianças, mulheres, família de modo geral“, afirmou o diretor.

Continua após a publicidade

Agora, que as novelas todas voltaram e temos uma grade consistente, resolvemos abrir essa faixa, mas o importante é dizer que vamos testar o gênero“. Ainda segundo Soares, caso o público aprove a novidade (ou seja, a audiência seja satisfatória), a emissora estaria interessada em investir em produções inéditas no futuro para essa nova faixa. “Vamos observar, olhar, e depois de testado, entender melhor o comportamento da audiência“, concluiu.

A aposta em novelas e reprises nas tardes da televisão aberta brasileira não é novidade. O SBT, por exemplo, é conhecido por abarrotar a sua programação vespertina com produções desse tipo, principalmente os enlatados mexicanos. A Record TV também desistiu de investir em uma atração diária e foi outra emissora que apostou na dramaturgia, obtendo um resultado satisfatório.

Ainda durante a conversa com a Folha, Soares bateu o martelo e disse que a novela teen “Malhação”, que atualmente também está sendo reprisada, mas deixará a grande em breve, não tem previsão para ter a sua produção retomada no próximo ano. O diretor da emissora carioca, no entanto, fez questão de ressaltar que a franquia, exibida desde 1995, não foi aposentada de vez.