Fechar
Jornal Nacional

Globo tenta evitar notícias de que William Bonner estaria doente

Emissora carioca criou novo protocolo que visa afastar boatos

Bruno PintoRepórter do EM OFF

A ausência de Renata Vasconcellos na bancada do “Jornal Nacional” nos últimos dias repercutiu muito mais do que a Rede Globo poderia imaginar. Embora saiba que dificilmente passe algo despercebido pelo público, a emissora preferiu não explicar o motivo da ausência e sofreu com várias especulações.

O afastamento da apresentadora do telejornal mais assistido do país foi logo notado pelos telespectadores e gerou boatos que iriam desde mudanças ocasionadas pela transmissão da Olimpíada de Tóquio 2020, até uma possível doença.

Porém, de acordo com informações divulgadas pelo portal Tv Pop, a âncora do “JN” foi afastada de suas atividades devido a um forte resfriado. Renata teria sido submetida a diversos testes e exames para comprovar que não havia nada de grave. Com o resultado, a emissora preferiu deixar a apresentadora em casa até ficar completamente curada.

Acontece que as especulações que circularam na rede não agradaram nenhum pouco a alta cúpula da Rede Globo e fez com que a emissora criasse uma nova regra no telejornal. Sendo assim, as ausências que durarem a partir de três dias, deverão ser previamente anunciadas pelos apresentadores.

Continua após a publicidade

E a novidade já foi colocada em prática. Na última terça-feira (20), Willian Bonner avisou aos telespectadores que iria se ausentar por alguns dias. Sem dar brechas para especulações, como aconteceu com a colega de bancada, Bonner revelou o motivo, seu substituto e quando irá retornar.

“Eu vou tirar alguns dias de folga, estou precisando descansar um pouquinho. Amanhã o JN vai ser com a Renata e com o nosso colega Hélter Duarte. Eu volto na segunda-feira que vem, tá bom? Até lá”.

A atitude da Rede Globo surge em meio a uma das maiores crises sanitárias vividas pelo país e pelo mundo. O protocolo também tem o objetivo de afastar qualquer boato de afastamentos em decorrência de contaminação pelo novo coronavírus.