Fechar
INÍCIO DE CARREIRA

Glória Maria revela que não recebia salário na Globo

A jornalista veterana surpreendeu ao relembrar início de carreira na Rede Globo

Jean TellesRepórter do EM OFF

A jornalista e apresentadora Glória Maria, uma das maiores estrelas do jornalismo brasileiro, surpreendeu ao revelar desafios no início de sua carreira na Globo. A veterana de televisão, revelou que quando tinha 16 anos recebeu de uma amiga, que era secretária na emissora dos Marinho, o convite para atuar em um estágio na área de jornalismo da Rede Globo, mas para sua surpresa, o trabalho não era remunerado: 

“Tenho uma amiga chamada Tânia. Nós éramos as mais pobres da escola [risos] Somos amigas até hoje. Ela era secretária da tesouraria, e um dia ofereceram uma vaga pra ela no Jornalismo. Mas não tinha salário, era um estágio sem receber. Não tinha outra pessoa que não quisesse ganhar dinheiro”, contou a apresentadora do Globo Repórter em entrevista ao podcast Mano a Mano, de Mano Brown. 

A jornalista contou ainda na mesma entrevista, como funcionava sua rotina no início de sua carreira na Globo nos anos 70. Glória Maria narrou que de manhã ia para a Globo, a tarde estudava e a noite trabalhava como telefonista para obter uma fonte de renda que era equivalente a R$ 500 mensais naquela época: 

“Eu era a Mulher Maravilha. Nunca tive tempo de curtir, de casar, de nada. Eu só trabalhei e era feliz assim. […] Enquanto eu estava trabalhando, esquecia todos os problemas da minha família, que eram muitos”, narrou a veterana. Glória Maria ainda demonstrou não se importar com o título de pioneira: “Eu não tive tempo de pensar que eu fui a primeira. […] Essa vaidade me cansa. Nunca fui de falar, sempre fui de fazer”, contou. 

Continua após a publicidade

Na época em que iniciou sua carreira na Rede Globo, o diploma de jornalismo não era exigido para a profissão, Glória atribuiu suas conquistas ao seu talento e dedicação ao trabalho: “Eu tive sorte de chegar em uma época que o talento valia alguma coisa. Sempre fui respeitada como ser humano. Tive a chance de crescer sem ter uma família rica, um marido poderoso… Vim do nada e estou aqui até hoje. A TV Globo nunca me fez favor nenhum. Eu não devo nada a ela [emissora]. O que a emissora investiu em mim, eu dou de volta: audiência e credibilidade”, considerou. 

Em recente entrevista à revista GE, Glória Maria relembrou o período difícil quando foi diagnosticada com um tumor no cérebro em 2019: “Depois do tumor no cérebro, eu não vivo mais de sonhos. Eu vivo de realidade. Tenho muita coisa para realizar. Ganhei mais um ‘prazo de validade’. E estou aproveitando de todas as maneiras. Eu tinha 30% de sobreviver, 20 de viver sem sequela. É minha vida, é a minha história. É intransferível. Ninguém pode viver por mim. E eu enfrento da maneira que ela se apresenta.” 

Glória Maria que é mãe de duas meninas, Maria e Laura, falou também na mesma entrevista, sobre a importância da maternidade em sua vida: “Hoje, eu tenho certeza que meu papel principal nessa vida, nesta encarnação, é ser mãe. A partir do momento que a gente se encontrou, pronto! A maternidade nasceu na hora. Eu soube que tinha nascido para ser mãe. E mãe delas.” 

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff