Fechar
SUSTO

Helicóptero da Rede Globo faz pouso de emergência

Dos três ocupantes, dois precisaram ser socorridos ao Hospital João XIII, em Belo Horizonte

Danilo ReenlsoberRepórter do EM OFF

Profissionais da Globo Minas, emissora própria da TV Globo pertencente ao Grupo Globo, passaram por um verdadeiro susto na manhã desta segunda-feira (08). O Globocop, helicóptero do canal de televisão usado em diversas transmissões ao vivo e na coleta de imagens aéreas precisou fazer um pouso de emergência após sofrer uma falha mecânica.

A informação foi divulgada em primeira mão pela Rádio BandNews FM de Belo Horizonte. De acordo com a publicação, o helicóptero da Globo sofreu uma pane e o piloto precisou realizar um pouso forçado em um campo de futebol localizado no bairro Teixeira Dias, na capital mineira. Dos três ocupantes, dois precisaram ser socorridos ao Hospital João XIII com dores na coluna.

Numa foto publicada no Twitter oficial da BandNews FM BH, é possível ver a aeronave da Globo Minas pousado no campo de futebol, com a sua parte traseira danificada. De acordo com o portal G1, o piloto Dudu Barbatti, que operava a aeronave, disse que o helicóptero estava em altitude e velocidade recomendadas e, aparentemente, houve uma perda na potência. As causas do acidente serão investigadas.

Susto

Essa não é a primeira vez que profissionais da Rede Globo passam por um susto ao utilizar um dos helicópteros do Grupo. Em janeiro, uma equipe de reportagem da Globo passou por momentos de tensão ao tentar levantar voo a partir do solo, no pátio da emissora em São Paulo, o que deixou os profissionais dentro do Globocop apavorados. Segundo o Notícias da TV, a emissora alterou os modelos utilizados na cobertura, o que teria causado apreensão em parte dos jornalistas e demais colaboradores.

Continua após a publicidade

Segundo a reportagem, a Globo alterou os modelos do Globocop em São Paulo e no Rio de Janeiro, trocando o antigo Esquilo AS350B2 por um Robinson R44, aeronave menor no tamanho e também com manutenção reduzida. A mudança teria sido feita para reduzir gastos da emissora. Isso, no entanto, causou preocupação em diversos profissionais.

Pelo menos três repórteres pediram para não voar nas novas aeronaves. Janaína Lepri, Walace Lara e César Galvão foram os repórteres que solicitaram para não serem escalados nos novos Globocops no início de janeiro. A própria chefia de São Paulo não ficou satisfeita com a mudança do helicóptero, ainda segundo o Notícias da TV, mas teve de acatar.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff