Fechar

EXCLUSIVO Ilha Record 2: Ex-peoas podem ingressar no reality

Tati Quebra Barraco, Liziane Gutierrez e Lary Bottino podem estar no ‘Ilha Record 2’. O reality vai apostar em nomes de ‘A Fazenda 13’

Adriel MarquesRepórter do EM OFF

Com o sucesso da primeira temporada e um formato inédito, nos bastidores da emissora, o Ilha Record 2 já é dado como certo. O reality show apresentado por Sabrina Sato, coloca famosos confinados em uma ilha paradisíaca, caçando tesouros e enfrentando provas em busca de chegar até a grande final e garantir uma bolada em dinheiro. O EM OFF com exclusividade já recebeu alguns nomes, pipocando no corredor da Barra Funda, sede do canal em São Paulo para ingressar no jogo.

Tati Quebra Barraco, funkeira carioca, acabou não agradando parte do público fiel de A Fazenda 13, reality rural comandado por Adriane Galisteu. No jogo se tornou rival de Rico Melquiades, o vencedor da edição e saiu ainda no inicio do jogo. Após a passagem pelo programa, produtores estariam de olho na beldade para tentar uma nova chance e fazer muita confusão.

Liziane Gutierrez, modelo, influenciadora digital e barraqueira de carteirinha. Sim, a polêmica carioca que reside em Las Vegas, pode ingressar no Ilha Record 2. Seria uma aposta do canal para movimentar a edição e mostrar a morena voltando com sangue nos olhos. Quando ingressou em A Fazenda 13, a expectativa de Rodrigo Carelli, diretor-geral da atração era de ver a artista causando entre as celebridades e brigando.

Lizi acabou se isolando após ser rejeitada pelos demais colegas de convivência, foi a primeira eliminada da Roça e na última festa causou horrores, garantindo o entretenimento da família brasileira. Já Lary Bottino, sua arqui-inimiga, também é uma das cotadas e dada como certa por fontes seguras. Com a história do empurrão e a briga das ex-peoas fora do reality, a direção pode querer testar a convivência da dupla, já que Gutierrez não conseguiu “aproveitar” a estadia no interior com a ex-MTV.

Continua após a publicidade

Rica

Sabrina Sato já pode comemorar, a apresentadora vai continuar até 2023 na emissora do Bispo Edir Macedo. A informação é do colunista André Romano (Observatório da TV), que também apontou o salário da japonesa. A ex-sister do Big Brother Brasil 3 (Globo), ganha cerca de R$ 1 milhão por mês, como contratada da emissora e o valor pode triplicar. O motivo? Com as inserções de anúncios e publicidade, com a chega do Ilha Record 2, a conta da famosa pode ficar recheada.

Vencedora

A DJ Any Borges foi quem levou o prêmio final de R$ 500 mil, do Ilha Record, após vencer a competição realizada em Paraty (RJ) contra o ex-BBB20 Pyong Lee. Na grande final, o hipnólogo testou positivo para Covid-19 e não compareceu presencialmente. Um totem digital foi instalado no palco e o ex-Globo apareceu no cenário cabisbaixo.

Mirella Gêmea Lacração foi quem ganhou o prêmio de R$ 250 mil, escolhida pelo público fiel do Ilha Record. Com 79,33% dos votos, a dançarina disparou e levou vantagem em cima de Nadja Pessoa, que não se contentou com a derrota e ainda falou mal da emissora. Mesmo com as críticas, pode ganhar uma nova chance do canal no “Famosas em Apuros 4”.