Fechar
Irritado

Manoel Soares se irrita e dá bronca em equipe ao vivo no ‘É De Casa’

O apresentador do “É De Casa” se incomodou com uma piada e mandou um recado direto aos roteiristas do programa

Danilo ReenlsoberRepórter do EM OFF

O apresentador Manoel Soares ficou irritado durante o “É De Casa” na manhã deste sábado (23). O comunicador não gostou de um trocadilho presente no roteiro do programa durante um quadro e aproveitou a oportunidade para dar uma “bronca” na equipe. Ele mandou um recado para a equipe de produção da atração semanal exibida da Rede Globo ao vivo.

Ao apresentar um vídeo do quadro “Bicholândia”, que mostra curiosidades o mundo animal, o apresentador se incomodou com uma piada enquanto lia o roteiro do programa. Ao lado das companheiras Patrícia Poeta e Talitha Morete, ele não conseguiu e segurar e mandou uma mensagem direcionada aos roteiristas.

“O Bicholândia vai apresentar uma higiene que não é pessoal, é ‘pet-ssoal’, isso com certeza é uma piada do César e da Leila, os nossos roteiristas que eles adoram colocar esses trocadilhos no roteiro, só que quem fala é nóis [sic]. Então, a higiene não é pessoal, é ‘pet-ssoal’… Entendeu Fred, que não tira essas coisas do roteiro”, disse o apresentador, mandando um recado direto para a equipe do programa.

É comum o apresentador mostrar descontentamento ao vivo no programa. Em fevereiro, por exemplo, indignado com o caso da morte de Moïse Kabagambe, assassinado no dia 24 de janeiro, no Rio de janeiro, Manoel Soares resolveu abandonar o programa global para participar de uma manifestação em memória do congolês.

Continua após a publicidade

Manifestação

Em um determinado momento da atração matinal, ele mostrou ao público as palavras que estavam sendo mais comentadas nas redes sociais e destacou o crime brutal que ganhou grande repercussão nacional: “O congolês Moïse Kabagambe foi brutalmente assassinado no último dia 24 aqui no Rio de Janeiro porque foi até o quiosque cobrar o salário dele”.

Enquanto falava sobre o caso, imagens do homem sendo agredido foram exibidas, o que deixou o apresentador desconfortável. Manoel, então, solicitou que as cenas de violência fossem retiradas do ar. Em seguida, ele falou de uma manifestação em homenagem ao congolês organizado por movimentos sociais do Rio de Janeiro. Ele, então, deixou o programa sob comando de Patrícia Poeta, Tati Machado, Ana Furtado e Talitha Morete e seguiu para a manifestação.

Poucos minutos depois, Manoel Soares surgiu ao vivo: “Fiz questão de abandonar o estúdio pra vir aqui pro local”. Além cobrir o ato, o apresentador do “É de Casa” fez questão de expor diversos ataques racistas que, assim como outras pessoas que participavam do protesto, também sofreu durante o protesto: “Em vários momentos as pessoas passaram e me chamaram de macaco, de preto imbecil… [Disseram] que a Globo deveria me botar na jaula”.

Manoel Soares vai deixar o “É De Casa” em breve para assumir de vez o “Encontro”, ao lado de Patrícia Poeta, após a reformulação proposta pela Rede Globo. Recentemente, ele comentou sobre o novo desafio em sua carreira profissional: “Muito feliz com esse momento, vai ser lindo estar ao lado de @patriciapoeta todas as manhãs levando informação e alegria para esse Brasil lindo. Obrigado pelo carinho gente”, agradeceu.