Fechar
Sem Papas na Língua

Miriam Leitão detona Bolsonaro e diz que presidente é motivo de vergonha

Jornalista não pensou duas vezes e soltou o verbo contra o discurso feito pelo presidente na Assembleia da ONU

Bruno PintoRepórter do EM OFF

Miriam Leitão está sempre atenta aos passos e atitudes dos políticos em Brasília e com o presidente não poderia ser diferente. A jornalista, que não pensa duas vezes antes de expor sua opinião a respeito das decisões de Bolsonaro, não ficou calada diante do discurso feito pelo presidente da República na Assembleia Geral da ONU, nos Estados Unidos.

Na manhã desta terça-feira (21), Miriam Leitão ficou indignada com o que Bolsonaro falou. Durante a transmissão do “Bom Dia Brasil”, a comentarista da Rede Globo detonou o presidente e contou o que esperava do discurso: “Não muito. Que ele não seja tão ruim quanto o primeiro discurso. O segundo já foi um pouquinho mais suave”.

A jornalista continuou soltando o verbo contra Bolsonaro e classificou o episódio, onde o presidente teve que comer pizza na calçada de um restaurante por não ter se vacinado como vergonhoso: “Mas a viagem a Nova York já deu suficiente motivo pra gente ter vergonha. O país foi colocado na calçada. O presidente não pode entrar num restaurante, isso já é um resultado muito ruim”.

Miriam falou sobre a grandiosidade e a importância do evento. Ela aproveitou para lembrar das participações do país em outras edições: “No discurso, o Brasil sempre teve essa vitrine. É o primeiro discurso na ONU, isso é tradicional desde Oswaldo Aranha. É importante porque o Brasil fez parte da construção, daquele grupo que fundou a ONU, e por isso ele tem esse privilégio”.

Continua após a publicidade

A jornalista continuou detonando Jair Bolsonaro e não mediu palavras para descrever os discursos feitos pelo presidente: “Esse privilégio sempre foi usado pelos governantes como um momento de falar pro mundo a nossa diplomacia da moderação. Mas o presidente Bolsonaro, desde o primeiro discurso… Horroroso o primeiro discurso que ele fez… O segundo já foi um pouquinho melhor. E esse não tem grandes expectativas. O pior, na verdade, é a oportunidade perdida”.

De acordo com a comentarista, o discurso ruim feito por Bolsonaro é tido como a perda de uma grande oportunidade para o país ser visto: “O Brasil perde a chance de nessa vitrine passar o recado tradicional da sua diplomacia. E, principalmente, nesse momento, que a voz do Brasil poderia ser muito mais ouvida. Época de mudança climática, nós somos uma potência ambiental”.

Miriam Leitão afirmou que, em vez de tentar se destacar de forma positiva, o Presidente da República optou em dizer o irrelevante. Segundo ela, esse foi o lado que Bolsonaro decidiu colocar o Brasil: “Esse era o momento de falar direito, mas o governo Bolsonaro escolheu a irrelevância. É isso que ele escolheu nos colocar”. A jornalista finalizou dizendo que ainda há esperança: “Não vai ser pra sempre, a gente pode voltar a ter influência no mundo”.