Fechar
Ao vivaço

Mulher pede impeachment de Bolsonaro ao vivo e repórter rir

Mulher foi entrevistada durante jornal na Record e pediu impeachment de Bolsonaro ao vivo

Aline TorresRepórter do EM OFF

Uma cena chamou a atenção de telespectadores nesta quarta-feira (25) durante o “Rio Grande Record”. Em uma reportagem que falava sobre o aumento do preço dos combustíveis, a repórter foi entrevistar uma senhora que estava abastecendo no momento da entrada ao vivo da jornalista e a resposta surpreendeu telespectadores e internautas.

A matéria falava sobre o preço da gasolina ter chegado a mais de R$ 7 em Bagé, interior do Rio Grande do Sul. Foi então que a repórter perguntou para uma cliente do posto: “O que você está achando do preço da gasolina?”, disse a moça. Como resposta, a entrevistada já citou o nome do presidente da República Jair Bolsonaro:

“Está cara. Graças ao Bolsonaro, está cara”, disse a senhora. A jornalista continuou a entrevista e fez outro questionamento para a entrevistada. “O que faz neste momento, enche o tanque igual?”, questionou a repórter. Sem que pudesse esperar, a jornalista da afiliada da Record TV recebeu uma resposta surpreendente.

“Faz o impeachment do Bolsonaro”, afirmou a mulher, arrancando uma risada constrangida da jornalista que decidiu encerrar a entrevista por ali, agradecendo a participação da senhora: “Muito obrigada pela participação. Tá caro, né? E agora eu acho que a solução mesmo é andar de bicicleta ou achar um outro jeito aí”.

Continua após a publicidade

Assim que o vídeo do momento caiu na web, internautas repercutiram a cena e muitos agradeceram a entrevistada por falar tais palavras: “Nem toda heroína usa capa”, disse um perfil no Twitter que divulgou o vídeo. “A Dilma sofreu impeachment por pedaladas. A Record ao ouvir Impeachment do Bolsonaro, sugere pedalar”, comentou outro internauta.

Saia justa na Globo

Um dos principais repórteres do Jornal Nacional na editoria Rio de Janeiro, Chico Regueira resolveu sair do protocolo imposto pela Globo e chamou o presidente da República Jair Bolsonaro de “psicopata” ao publicar um vídeo de um encontro do político e os cantores Sérgio Reis e Eduardo Araújo, ocorrido no dia 12.

Na publicação compartilhada, o jornalista criticou severamente o encontro dizendo: “Quase 600 mil mortos e esses 3 senhores aloprados rindo. Dois patetas e um psicopata”, disse na postagem, mostrando os três homens dando gargalhadas. A atitude de Chico Regueira vai contra uma diretriz imposta pelo manual de conduta nas redes sociais.

O manual é publicado de forma pública para que até mesmo os telespectadores possam ter acesso e entendam como a emissora lida com o assunto. O documento diz que os jornalistas “devem se abster de expressar opiniões políticas e de tomar partido em questões controversas e polêmicas que estão sendo cobertas jornalisticamente pelo Grupo Globo, e não devem nunca se pôr como parte do debate político e ideológico”.