Fechar
GUERRA MUSICAL

Multishow se pronuncia sobre polêmica com Ludmilla e foge da culpa

Após Ludmilla boicotar o Prêmio Multishow, a emissora entrou em contato com a funkeira. O canal fechado se manifestou e fez um acordo

Adriel MarquesRepórter do EM OFF

O Multishow, canal pago do Grupo Globo, resolveu se manifestar após a polêmica envolvendo o nome da funkeira Ludmilla. A artista ficou bem chateada quando soube que não indicada para a categoria Cantora do Ano e fez um longo desabafo na internet. O discurso de Ludmilla trouxe uma indignação que comoveu fãs e seguidores, que se sentiu rejeitada pela premiação e organização do megaevento.

“Tivemos um papo há pouco com a Lud, numa escuta ativa, e entendemos seu posicionamento. Sabemos que o mundo de hoje ainda está longe da representatividade ideal e continuaremos trabalhando no que for necessário para evoluir. Temos consciência de que a luta pela diversidade deve ser diária e entendemos que precisamos estar ainda mais comprometidos com a causa. Nos propusemos a criar um Coletivo ainda mais diverso, contribuindo com as próximas edições do Prêmio Multishow”, escreveu o perfil do Multishow no Instagram.

“Durante os últimos anos, tivemos o orgulho de ter a presença da Ludmilla em muitas edições do Prêmio Multishow, tanto com performances inesquecíveis, como também em 12 indicações, sendo merecidamente premiada como Cantora do Ano e Música Chiclete em 2019 e Música do Ano em 2020″, continuou o canal por meio da rede social. Segundo a emissora por assinatura, a funkeira é uma das maiores cantoras da América Latina: “Pois é sem dúvida uma das maiores cantoras da América Latina e temos uma admiração enorme pela artista que se tornou”.

Depois do comunicado oficial, divulgado pelo canal, Ludmilla fez uma nova postagem: “Após meu posicionamento, o Multishow me ligou, nós conversamos e eles me propuseram contribuir para as mudanças na premiação a partir do ano que vem. Vamos conversar para, juntos, colocarmos em prática mudanças gerais que envolvam não só o coletivo, o compromisso de estar sempre em atualização para atender a novos requisitos do mercado fonográfico”.

Continua após a publicidade

“Já fui muito desmerecida e ignorada, principalmente por ter vindo de onde vim e por ser quem eu sou, então quero contribuir para que o mercado da música seja mais justo e inclusivo. Onde o trabalho duro seja reconhecido e que os artistas que me sucederão não passem pelas dificuldades que já passei. E não, não perfomo esse ano no Prêmio Multishow”, disparou Ludmilla que já selou as pazes com o canal Multishow.

A confusão começou quando a cantora esbravejou em sua conta oficial do Twitter: “Sou a primeira cantora negra da América Latina a acumular 1 bilhão de streams só no Spotify, hoje são mais de 1.5 bilhão de plays nas plataformas. Meus clipes somam 2.5 bilhões de views, Rainha da Favela ficou meses entre as músicas mais tocadas. São os números que falam! Só esse ano, lancei o ‘Numanice ao vivo’, projeto que impactou a cultura brasileira e revolucionou o mercado do pagode de um jeito jamais visto, por ser uma mulher à frente do projeto, projeto que garantiu o vídeo musical solo mais visto de 2021 por uma cantora pop brasileira”.

“‘Deixa de Onda’, ‘Pra Te Machucar’, ‘Gato Siamês’, ‘Apê 1001’, o ‘Lud Session’ então nem se fala, tá na boca do povo. Desde quando ganhei a primeira vez e impactei todo o sistema por ser a primeira cantora negra a ser indicada e a vencer essa categoria em 26 anos de prêmio, uma representante das minorias, uma cantora negra, bissexual, funkeira, periférica, nunca mais fui indicada na categoria ‘Cantora do Ano'”, finalizou Ludmilla sobre o Prêmio Multishow.

Na categoria que Ludmilla ficou de fora, cinco cantoras concorrem: Marília Mendonça, Luísa Sonza, IZA, Ivete Sangalo e Anitta. Dilsinho, Luan Santana, Gusttavo Lima, Ferrugem e Emicida também estão duelando na categoria masculina. Mesmo chateada com o Prêmio Multishow, Ludmilla concorre ao Clipe TVZ do Ano. Deixa de Onda com a funkeira, Dennis DJ e Xamã também estão na votação para Hit do Ano.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff