Fechar
SÓ TRETA

No ar há apenas três dias, Jovem Pan News já coleciona barracos

Diversas atrações da emissora, como Morning Show, Pânico e Opinião, têm registrado bate-bocas

Danilo ReenlsoberRepórter do EM OFF

A Jovem Pan News, emissora de televisão do grupo Jovem Pan, estreou em todo o território nacional na quarta-feira (27). O canal, que pode ser sintonizado nas principais operadoras de TV por assinatura, parabólicas e por meio de aplicativo, está no ar há apenas três dias, mas já coleciona diversos barracos e bate-bocas entre apresentadores, convidados e comentaristas.

O mais recente ocorreu na manhã desta sexta-feira (29), durante o Morning Show. Os comentaristas Joel Pinheiro, Zoe Martinez e Adrilles Jorge discutiam a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de punir políticos que realizaram disparo em massa de fake news (notícias falsas) nas redes sociais, quando o bate-boca começou (assista o vídeo abaixo). Eles precisaram ser interrompidos pelo apresentador Paulo Mathias.

Ninguém vai falar nada, quem manda aqui sou eu“, disse Mathias, ao vivo. “Vocês estão muito nervosos. Aqui baixou o Xandão agora irmão, eu mando prender se vocês não calarem a boca“, ressaltou o apresentador. Pouco depois, Adrilles falou em “terapia de choque” contra a Covid-19. “Tem que botar o povo aglomerado, lambendo o sovaco um do outro pra acabar com essa histeria“, polemizou.

Ontem (28), o mesmo Adrilles Jorge causou mais uma situação vergonhosa na Jovem Pan News, dessa vez durante o “Opinião”, apresentado por William Travassos. Ele teve um verdadeiro “chilique” após um convidado dizer que bolsonaristas poderiam votar em Ciro Gomes em 2022. O áudio do comentarista chegou a ser cortado enquanto o apresentador encerrava a atração, mas continuou a gritar mesmo com o microfone desligado.

Continua após a publicidade

Barraco na estreia

Logo na estreia, a emissora entrevistou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante o programa “Pânico”. Apesar do forte viés ideológico de apoio ao chefe do poder executivo federal, o canal foi palco de um verdadeira “quebra-pau” entre Bolsonaro, o humorista André Marinho e o ex-BBB Adrilles Jorge, comentarista contratado da Jovem Pan.

Na entrevista, André Marinho chamou Bolsonaro de mito de forma irônica e citou o PT. “É uma honra revê-lo. Você que muito além de nosso Presidente da República, é um verdadeiro mito, né cara? Realmente, está todo mundo aqui muito preocupado com o retorno do PT ao poder (…) Ninguém quer ver esse horror voltar a tona”, comentou o comediante do “Pânico”.

Usando o PT, no entanto, Marinho fez um ataque direto à Bolsonaro e seu filho, o senador Flávio Bolsonaro. ”Eu tenho uma denúncia pessoal de uma prática que está acontecendo direto no meu Rio de Janeiro, onde eu nasci, onde ele [Bolsonaro] militou na política, e que são vários deputados em seus gabinetes: PSB, PSOL, PT… que  estão ali roubando a torto e a direita, salários de assessor e botando no próprio bolso. Então, Presidente, eu te pergunto: rachador tem que ir para a cadeia ou não?”. 

Visivelmente irritado, Bolsonaro respondeu a pergunta se exumando de qualquer culpa. “Eu sou Presidente da República e respondo sobre os meus atos, ok? Eu não vou aceitar provocação tua e você recolha-se aí o teu jornalismo”. Bolsonaro respondeu citando o pai André, Paulo Marinho, suplente de Flávio Bolsonaro: “O teu pai é o maior interessado na cadeira do Flávio Bolsonaro. Não vou discutir contigo“.

André Marinho, então, debochou da situação: “É tigrão com humorista e tchutchuca com STF. Impressionante”, ironizou o humorista. O ex-BBB Adrilles entra na conversa e tece elogios à Bolsonaro: “Senhor, Presidente, é um prazer é um tesão, no sentido metafísico do termo, conversar com o senhor e recebê-lo aqui na Jovem Pan, e na inauguração dessa televisão”, disse.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff