Fechar
AO VIVO

Participante acusado de racismo vai às lágrimas no ‘Mais Você’

Diante da repercussão que o caso acabou ganhando, Ana Maria resolveu dar uma oportunidade para Anderrupson se explicar

Bruno PintoRepórter do EM OFF

Um assunto que deu o que falar na semana passada foi a atitude de um dos participantes do reality show culinário “Jogo de Panelas”, que é transmitido durante o programa “Mais Você”. Na ocasião, Anderrupson fez uma maquiagem para parecer negro e acabou gerando revolta não apenas em um de seus colegas de programa, mas também em muita gente nas redes sociais.

Na manhã desta segunda-feira (23), durante a final da competição gastronômica, Ana Maria Braga fez questão de relembrar a polemica: “Antes da gente começar com as notas, eu queria falar um negócio. Na sexta-feira, nós estávamos assistindo ao jantar do Felipe e paramos aqui para fazer um esclarecimento importante. O tema da noite era ‘Um passeio pela África’ e a turma foi toda no clima e estava cada um mais bonito do que o outro… O Anderrupson foi além e pintou a pele num tom mais escuro”.

Na sequência, a apresentadora da atração matinal da Rede Globo passou a palavra para o participante: “A caracterização do Anderrupson gerou indignação no Felipe, o anfitrião da noite, e nós fomos então conversar com a jornalista e professora Rosana Borges , que explicou melhor o termo blackface. Eu quero já abrir espaço para o Anderrupson, que ficou muito assustado, para se esclarecer”, disse a loira.

Logo em suas primeiras palavras, Anderrupson se emocionou ao falar sobre o caso: “É um golpe muito duro ser tachado de racista, quando você não é. Quem carrega essa maldade no coração, merece! Mas eu não sou e tenho a minha consciência limpa. A minha intensão ali era somente entrar em um personagem e ter uma desenvoltura legal diante de um tema tão nobre que era a realeza africana”.

Continua após a publicidade

O rapaz contou que jamais teve a intensão de fazer aquilo e disse que nunca foi a favor da discriminação de uma pessoa por conta da cor de sua pele: “Eu não queria falar de senzala ou algo que diminua… Eu tenho muita preocupação e cheguei a repostar alguma publicações minhas antigas nas redes sociais, em que eu combato esse tipo de prática. É desumano e eu chego a ficar emocionado, pois eu amo as pessoas negras. Então, é doído”.

Ao ver o estado emotivo em que Anderrupson se encontrava, Ana Maria tomou a palavra de volta e descreveu o caso como um grande aprendizado, não só para ele, mas também para muitas pessoas: “Tem muita gente que ainda não sabe que essa representação não é algo positivo, que seja necessário se maquiar para homenagear o povo negro. A gente tem que respeitar o que as outras pessoas sentem com relação aos nossos atos. Foi um aprendizado muito legal”.

O participante do “Jogo de Panelas” concordou com a apresentadora do “Mais Você” e disse ter aprendido de uma forma nada positiva: “Eu aprendi com uma didática que eu não gostaria de ter aprendido, pois havia várias formas de ter abordado esse assunto, mas aconteceu e eu aprendi. Quando a lesão emocional vem como uma pancada dessa, não atinge só a mim, mas também a milhões de pessoas, que irão tomar mais cuidados daqui pra frente”.

Por fim, Anderrupson admitiu a prática racista, mesmo que de forma não intencional, e afirmou que tal prática deve ser combatida: “Gostaria de aproveitar esse espaço hoje para me desculpar com todos os brasileiros. Eu pratiquei blackface sem o mínimo conhecimento. Não vim aqui para me vitimizar, pois fui agressor inconsciente. Quero me solidarizar com todos que sofrem com o racismo no mundo. Para o racismo não deve ter livre arbítrio, muito menos politicamente correto e deve ser combatido de forma intolerante”, disse no “Mais Você”.