Fechar
70 Anos Esta Noite

Regina Duarte solta o verbo após ser ignorada pela Globo em especial

Eterna namoradinha do Brasil foi excluídas das comemorações da Globo

Paulo Henrique LimaRepórter do EM OFF

A Globo celebrou mais uma década das novelas brasileiras com a exibição do especial “70 Anos Esta Noite”, na terça-feira (21). Novelas que marcaram a programação da emissora, como por exemplo, “Avenida Brasil”, “Fina Estampa”, “Senhora do Destino” e “Amor à Vida” foram lembradas. Algumas cenas das produções ganharam destaque no programa de fim de ano da emissora. No entanto, Regina Duarte não teve nenhuma de suas personagens exibidas.

O “Jornal Nacional” destacou uma matéria especial que serviu como uma prévia do que seria o especial, exibido após capítulo inédito de “Um Lugar ao Sol”. Nomes como Adriana Esteves, Fernanda Montenegro e Glória Pires apareceram na reportagem especial, que contou até com confissão de William Bonner sobre ser fã de “Avenida Brasil”, trama de João Emanuel Carneiro.

Ignorada pela emissora onde interpretou a personagem Viúva Porcina, de “Roque Santeiro” (1975) e outros papéis memoráveis, Regina Duarte compartilhou uma publicação que noticiava sua exclusão da celebração dos 70 anos das novelas no Brasil. Sem citar a Globo, a mãe de Gabriela Duarte comemorou a data especial e ressaltou sua carreira e o carinho dos fãs que conquistou ao longo dos anos.

“O maior sentimento que me invade nas comemorações dos SETENTA ANOS de TELENOVELA é gratidão. A VIDA me deu oportunidades fantásticas de me jogar num trabalho que não beneficiou só a mim . A maioria dos brasileiros receberam comigo um presente carregadinho de amor, de alegrias de identificação com as mais genuínas emoções humanas”, desabafou a intérprete de Patrícia, na novela “Minha Doce Namorada” (1971). A trama lhe rendeu a alcunha de ‘Namoradinha do Brasil’.

Continua após a publicidade

Uma matéria do “Jornal da Globo” contou que a emissora já havia produzido cerca de 36 capítulos de “Roque Santeiro”, quando foi barrada e impedida de ir ao ar. Dez anos depois, o canal dos Marinho produziu a trama, com Regina Duarte no papel da Viúva Porcina, personagem que antes era de Betty Faria. A estrela, no entanto, foi ignorada na reportagem do canal. A emissora não se pronunciou sobre a exclusão da artista.

A relação entre a atriz e a Globo ficou estremecida após ela pedir demissão para se aventurar no governo Bolsonaro. Em março de 2020, a atriz assumiu a pasta da Secretaria Especial da Cultura, onde ficou menos de dois meses. Durante sua breve passagem, adotou discursos polêmicos e relativizou a Ditadura Militar, além de se tornar uma das principais aliadas do presidente Jair Bolsonaro (PL).

“Sempre houve tortura, não quero arrastar um cemitério. Mas a humanidade não para de morrer, se você falar de vida, de um lado tem morte. Por que olhar para trás? Não vive quem fica arrastando cordéis de caixões, acho que tem uma morbidez neste momento. A Covid está trazendo uma morbidez insuportável, não tá legal!”, afirmou a atriz em entrevista à CNN Brasil, em maio do ano passado.

Regina Duarte foi demitida por Bolsonaro dias após a entrevista. Desempregada, ela não descarta atuar nas novelas da Record TV. “Claro que sim, por que não? Eu adoro as novelas da Record, acho que já tem uma qualidade consistente. Adoro as bíblicas, acho que novela bíblica é tudo, estou encantada com elas”.

Tags Relacionadas: