Fechar
AO VIVO

Repórter da Band é agredida ao vivo e Datena se revolta

Giovanna de Boer estava cobrindo a prisão de um fazendeiro acusado de maus-tratos animais e acabou sendo atacada pelo homem detido

Bruno PintoRepórter do EM OFF

Reportagens ao vivo acabam sempre se tornando um grande incógnita, pois nunca se sabe o que vai acontecer durante a transmissão, principalmente quando envolve pessoas desconhecidas, como no caso dos entrevistados, o que é completamente normal. E foi exatamente na tentativa de entrevistar um homem, que uma repórter da equipe do “Brasil Urgente” foi surpreendida ao ser agredida por ele.

Na tarde desta quinta-feira (27), durante o telejornal apresentado por José Luís Datena, a jornalista Giovanna de Boer entrou ao vivo, ao lado Osvaldo Nico, que é delegado e diretor do DOPE, para passar mais informações a respeito da prisão de um fazendeiro que mantinha diversos búfalos em situação de maus-tratos. Segundo o agente, o homem chegava a enterrar os animais vivos.

Instantes após exibir uma reportagem sobre o caso, a repórter da Band voltou ao vivo, diretamente da delegacia onde o Luís Augusto Pinheiro estava sendo encaminhado. Atenta a saída do homem da viatura da Polícia, a repórter acompanhou o detido, que estava sendo levado por agentes, e aproveitou para fazer algumas perguntas ao fazendeiro sobre as acusações que estavam o levando para a prisão.

Assim que perguntou ao homem o motivo pelo qual ele praticava os crimes, além de receber a resposta de que não cometeu crime algum, Giovanna foi atacada pelo fazendeiro. Surpresa com a atitude do sujeito, a jornalista fez questão de explicar, tanto para o apresentador, quanto para os telespectadores, o que havia acabado de acontecer: “Datena, a gente acaba de sofrer uma agressão aqui. Ele tirou o nosso microfone”.

Continua após a publicidade

Indignado com a atitude do homem contra a jornalista de sua equipe, Datena não pensou duas vezes e sugeriu que a colega registrasse um boletim de ocorrência contra o detido pela agressão sofrida na porta da delegacia, enquanto exercia a sua profissão e tentava entrevista-lo: “Eu registraria uma agressão contra esse cara. Giovanna de Boer foi agredida por esse cara”.

Mesmo após o ataque, a jornalista permaneceu acompanhando os passos do fazendeiro dentro da delegacia e acabou sendo sendo agredida novamente pelo sujeito. “Outra agressão”, disse Datena. Ao negar pela segunda vez que não cometeu qualquer crime, o apresentador do “Brasil Urgente” soltou o verbo: “Ele cometeu um crime agora aí. Esse vagabundo, esse canalha…”.

“Giovanna, você podia registrar um boletim por agressão. Você foi agredida aí por duas vezes. Esse tentou bater em você e bateu no microfone. Ele trata bicho pior do que bicho e trata gente pior do que bicho. Ele é um canalha de um vagabundo. Se eu fosse você, eu registrava um boletim de ocorrência contra esse cara. Ele pode até se reservar e ficar calado, agora bater no seu microfone é agredir você”, concluiu Datena.

Confira!