Fechar
Emoção para todo lado

Repórter da Globo não segura emoção e chora ao entrevistar Ítalo Ferreira

Guilherme Pereira não conseguiu se conter enquanto entrevistava Ítalo Ferreira e acabou chorando

Bruno PintoRepórter do EM OFF

As Olimpíadas reúnem não “apenas” o mundo em torno de esportes, mas também um turbilhão de emoções que mexem com qualquer pessoa, independentemente de sua nacionalidade. O maior espetáculo mundial do esporte reserva situações capazes de deixar olhos cheios de lágrimas e vozes embargadas.

A mistura de sentimentos não se restringe somente aos que estão competindo e representando sua nação. Longe disso, os Jogos Olímpicos tem a capacidade de emocionar a todos, mesmo quando visto e apreciado de formas diferentes, seja apenas assistindo ou até mesmo trabalhando.

A conquista de Ítalo Ferreira é prova do que o evento esportivo pode causar. Na madrugada desta terça-feira (27), o brasileiro se tornou o primeiro campeão olímpico de surfe. Além de ficar emocionado com a conquista, o surfista deixou os brasileiros da mesma forma.

Ao entrevistar o campeão, o jornalista Guilherme Pereira não conseguiu conter a emoção e chorou junto com o medalhista olímpico. O repórter da Rede Globo perguntou a Ítalo sobre sua história, de onde veio. Ainda muito emocionado, o surfista começou a chorar.

Continua após a publicidade

Antes mesmo de terminar a pergunta, foi possível notar que a voz do repórter começou a ficar embargada. Após segundos de choro do surfista, Guilherme Pereira, já completamente emocionado, fez outra pergunta ao medalhista: “Como é que tá a Baia Formosa agora?”.

Em vídeo gravado ao programa “Encontro com Fátima Bernardes”, exibido na manhã desta terça-feira (27), o repórter confessou que não conseguiu segurar a emoção: “Nós, jornalistas, estamos aqui para cumprir o papel de levar a informação. Mas, nesse caso, quando o Brasil conquista uma medalha de ouro numa Olimpíada, um momento tão especial, é difícil não ser levado por essa emoção“.

O jornalista revelou sua paixão pelo esporte e se emocionou ao lembrar do pai. “Eu sou completamente apaixonado pelo surfe, eu gosto muito de estar perto do mar. Eu tenho uma conexão muito forte com o mar, porque eu perdi meu pai, que era um cara extremamente maluco pelo mar. Ele me levava sempre para a praia, eu gosto muito de surfar. Então, tudo isso fez com que eu ficasse a flor da pele“.

Confira um trecho da entrevista emocionante.

Tem alguma foto? print? vídeo? ou áudio de alguma fofoca? envie um e-mail para contato@portalemoff.com.br sua identidade será mantida no mais absoluto sigilo