Fechar
TV Verdes Mares

Repórter da Globo que luta contra câncer descobre irmã no hospital

Marina Alves luta contra um linfoma, um tipo de câncer que afeta as defesas do corpo

Paulo Henrique LimaRepórter do EM OFF

A TV Verdes Mares, afiliada à Globo no Ceará, noticiou no bloco final do “CE2”, telejornal equivalente ao “SP2”, que a repórter Marina Alves encontrou uma doadora de medula óssea para um transplante. A contratada da líder de audiência luta contra um linfoma, um tipo de câncer que afeta as defesas do corpo. O processo para encontrar uma doadora compatível demorou quase sete meses e terminou com um plot twist (virada) emocionante.

A jornalista descobriu que não é filha única e tem uma irmã por parte de pai após Lumara Sousa passar por procedimento prévio para saber se era compatível para doar sua medula. O processo para encontrar um doador de medula pode ser demorado por causa de compatibilidade genética, principalmente no caso da comunicadora, de 32 anos, que achava ser filha única.

“No momento mais difícil da minha vida, enquanto procurava respostas para tudo que acontecia, Deus me presenteou da forma mais surpreendente possível. Dentre milhares de pessoas cadastradas no mundo inteiro para doação de medula óssea, a única compatível comigo é minha irmã. Sim! Descobri aos 32 anos, durante a luta contra o câncer, que não sou filha única”, contou.

“A história por trás dessa descoberta é cheia de detalhes e envolve pessoas que não vou expor aqui. O que importa nesse momento é o laço forte que já estamos construindo e o propósito de Deus para nossas vidas”, ressaltou a repórter da Globo, que publicou nas redes sociais um registro em que surge ao lado da irmã.

Continua após a publicidade

“Lumara, você trouxe luz para um momento sombrio e ajudou a resgatar a minha fé. As vezes fecho os olhos e imagino o momento em que vamos, juntas, abraçar o nosso pai (que não vê a hora de te conhecer) e celebrar a sua chegada com toda a família. Esse é o maior tesouro da vida. Obrigada por existir”, concluiu ela, que deu entrada em um hospital de Fortaleza para se submeter ao procedimento.

Marina Alves recebeu o apoio da TV Verdes Mares para encontrar uma doadora de medula óssea. Ao longo dos telejornais e dos intervalos comerciais, a afiliada à Globo não mediu esforços para incentivar a população a se cadastrar no banco de doadores para encontrar uma pessoa compatível com sua funcionária, ao mesmo tempo em que ajudou outras pessoas que passam pela mesma situação.

A repórter da Globo deve permanecer no hospital por um período de até 40 dias. A âncora do “CE2”, Taís Lopes, se emocionou com o encontro das irmãs. “Essa história de vocês é muito linda! Que emoção! Deus é muito maravilhoso!! E vai tá com vocês o tempo todo!“, escreveu a ex-contratada da CNN Brasil.

Tags Relacionadas: