É DE CASA

Repórter da TV Globo é ‘atropelado’ ao vivo durante o ‘É de Casa’

O jornalista André Curvello atrapalhou uma mulher que fazia atividades físicas na Praia do Flamengo

Danilo Reenlsober
Repórter do EM OFF

Vida de repórter nem sempre é fácil. Ainda mais durante as típicas entradas ao vivo, quando tudo pode acontecer. O jornalista da TV Globo André Curvello comandou uma reportagem direto da praia do Flamengo, no Rio de Janeiro, na manhã deste sábado (23), e se envolveu em um “acidente” enquanto fazia uma entrevista para o matinal “É de Casa”.

O programa comandado por Maria Beltrão, Rita Batista, Thiago Oliveira e Talitha Morette repercutia a alta dos alimentos mais saudáveis e fez uma entrada ao vivo da capital carioca para falar de “outras maneiras” de se manter a boa forma. Curvello, então, foi chamado para falar com um grupo de pessoas que praticavam um circuito de atividades físicas numa área verde da praia do Flamengo.

“A galera aqui tá dando o exemplo. Se tá caro, e realmente tá caro, as pessoas tão suando em dobro, a galera tá levando a sério isso aqui”. Após entrevistar algumas pessoas que se exercitavam, Curvello se aproximou de Alessandra, que estava pulando corda. “Não para não Alessandra, quero ver falar e pular corda”, brincou o jornalista da Globo.

Ao se aproximar da entrevistada, porém, André Curvello acabou entrando no meio de um dos exercícios do circuito, atrapalhando uma outra mulher que estava no local, ele acabou “atropelado” por ela. “Ai, desculpa. Eu tô atrapalhando, tô no meio do negócio”, riu o jornalista. Sem se intimidar, Curvello continuou a entrevista e até fez alguns exercícios ao vivo.

“Vou deixar o pessoal malhando seriamente aqui, porque só de ver eu fiquei cansado”, encerrou o repórter. A participação de Curvello, porém, dividiu o público. “Reportagem legal com o André, sem forçar a barra”, disse um internauta. “Que coisa chata que se tornou esse #EDeCasa. Um monte de reportagem rural pronta… Coisas batidas sobre horta. Inserções de repórteres abobalhados fazendo ginástica…”, criticou outro.