Fechar
BATATINHA FRITA 1, 2, 3

Round 6 da Netflix pode ser retirado do ar; entenda

Vereadores de Santa Catarina querem que a Netflix Brasil retire ‘Round 6’, fenômeno sul-coreano, da plataforma de streaming

Adriel MarquesRepórter do EM OFF

O sucesso Round 6, da plataforma de streaming Netflix, não está agradando a todos. Em Santa Catarina alguns políticos, do município de Içara, se reuniram para pedir que a produção sul-coreana seja retirada do ar. Uma proposta feita por Edson Freitas (MDB) foi aprovada durante uma votação da Câmara. O documento foi enviado para Netflix recentemente.

“Como legislador a preocupação com esse tipo de série violenta que mistura brincadeira de crianças com crimes bárbaros, além da facilidade com que as crianças acessam esse material, é o impacto que este pode ter sobre a saúde mental de crianças e adolescentes. Especialmente daqueles que já se encontram, por algum motivo, fragilizados”, escreveu Edson Freitas no documento, solicitando a retirada de Round 6 do catálogo da Netflix Brasil.

Mais de 142 milhões de pessoas já assistiram a série de Hwang Dong-hyuk, Round 6, que é baseada na vida do diretor sul-coreano. Em entrevista para a Agence France-Presse, imprensa internacional, o asiático declarou: “A Coreia é uma sociedade muito competitiva. Tive a sorte de sobreviver à competição e entrar em uma boa universidade”. Na produção que arrebata milhares de fãs, Dong-hyuk também quis fazer uma ligação com as demissões em 2009 na SsangYong Motors, que infelizmente após o desligamento de funcionários vários se suicidaram.

“Com referência às demissões da SsangYong Motor, eu queria mostrar que qualquer pessoa da classe média no mundo em que vivemos pode cair até o fundo da escala social”, relatou Hwang Dong-hyuk. Mesmo com a proposta enviada para a Netflix Brasil, o streaming no Brasil já havia proibido Round 6, para menores de 18 anos no país pela violência em excesso. Até o momento a plataforma de streaming não se manifestou emitindo um posicionamento oficial.

Continua após a publicidade

No site oficial da Netflix, a plataforma que ganhou novos assinantes com o lançamento, descreve a série como um jogo de sobrevivência: “Centenas de jogadores falidos aceitam um estranho convite para um jogo de sobrevivência. Um prêmio milionário aguarda, mas as apostas são altas e mortais”. La Casa de Papel, série de drama policial espanhola, acabou ficando para trás. O público trocou os oito ladrões que roubam a Casa da Moeda na Espanha, pelo jogo sul-coreano sanguinário.

Wi Ha-joon, o Jun-ho de Round 6, deu um spoiler para o Deadline sem deixar claro se poderia retornar em uma segunda temporada: “Estou morrendo de vontade de saber o que aconteceu com ele. Quero que ele volte vivo, encontre seu irmão e faça-lhe muitas perguntas. Como irmão, eu perguntaria a ele sinceramente como detetive, quero explorar os segredos gerais por trás do jogo também. Eu realmente espero ver Jun-ho voltar vivo e explorar todas essas questões, espero ver um lado mais amoroso de seu relacionamento também”.

Durante a participação no ‘The Tonight Show’ o ator falou sobre a audiência da série e que é tudo muito chocante: “Eu definitivamente acho que parte do apelo [da série] são as brincadeiras de criança coreanas. Isso pode ser bem original e, ao mesmo tempo, chocante para os espectadores. Também acho que fizemos um bom trabalho ao expressar a natureza humana de pura ganância, a natureza humana transpareceu dentro dos jogos, que eu acredito que ecoa com a audiência”.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff

Tags Relacionadas: