Fechar
Agressão

Silvye Alves tenta busca e apreensão na casa do ex, mas Justiça nega

Apresentadora foi agredida por Ricardo Hilgenstieler no mês passado

Bruno PintoRepórter do EM OFF

A apresentadora do Balanço Geral Goiás, Silvye Alves, ficou indignada com a decisão da Justiça depois de ter o pedido de busca e apreensão na casa do ex-companheiro negado. Sylvie alega que Ricardo Hilgenstieler teria ameaçado publicar fotos e vídeos íntimos dela, feitos sem autorização, na internet.

A apresentadora da Record TV foi agredida pelo ex-namorado na madrugada do dia 21 de junho. Toda agressão sofrida por Silvye foi presenciada pelo filho de apenas 11 anos. O agressor teria dado tapas e chutes após invadir a casa da jornalista.

Silvye Alves utilizou seu perfil oficial no Instagram para explicar a situação e demonstrar a revolta que estava sentindo. Segundo a apresentadora, o ex teria vídeos dela nua e, no último dia dos namorados, ameaçou divulgar o conteúdo caso ela não atendesse sua ligação.

Hoje eu estava gravando uns vídeos aqui para o Instagram e fui surpreendida por uma decisão da Justiça que corta o meu coração. Eu vou falar para vocês: muitas pessoas não sabem porque eu não vou citar o nome do meu ex-companheiro, eu não vou, enfim, descumprir aquilo que a justiça me determina, porém, eu não posso admitir uma coisa dessa que aconteceu enquanto mulher“.

Silvye continuou expondo seus sentimentos e contou que seu caso não é isolado, pelo contrário, essa é a realidade de milhões de mulheres que apenas querem seguir a vida e são, de certa forma, impedidas.

Isso acontece com milhões de mulheres e a sociedade tem que entender de uma forma geral e eu não tenho a menor dúvida disso porque eu passei por isso, estou passando, mas com Deus no coração“, disse.

A sociedade tem que entender que as mulheres têm vontade de levar tudo adiante, de seguir a vida. A gente só quer seguir a vida, só isso. Se a gente pudesse voltar no tempo para que nada tivesse acontecido no sentido de nem ter conhecido determinadas pessoas, eu tenho certeza que essas mulheres voltariam no tempo“.

A apresentadora do Balanço Geral Goiás deixou clara a sua indignação com a decisão da Justiça, principalmente por vir de uma juíza, de uma mulher.

Eu só estou vindo para trazer a público, uma situação, porque é inadmissível o direito que me foi tirado hoje. Por uma juíza mulher. Eu não sei se essa juíza tem filha, eu nunca vi o rosto dessa juíza, mas eu estou indignada com essa excelentíssima juíza que ocupa um dos mais altos cargos do judiciário“.

A jornalista contou que o ex-namorado tinha o hábito de tirar fotos e gravar vídeos dela em diversas situações, sem que ela percebesse.

Eu não sei por que meu ex-companheiro, se era uma obsessão, não sei, mas ele tirava fotos minhas, por exemplo, lavando uma louça. Me filmava, às vezes, dormindo. Eu estava aqui em casa com meus amigos, tirava fotos, fazia vídeos. E eu nem percebia. E um dos processos que eu abri contra o meu ex é contra a dignidade sexual. E que é isso? É quando a pessoa faz algum registro seu, da sua intimidade, sem a sua autorização, sem o seu consentimento”.

Silvye Alves disse que foi filmada praticamente nua durante uma viagem com o ex-namorado e só foi ter ciência do vídeo dias após o término do namoro.

Nós fizemos uma viagem para uma cidade turística aqui perto de Goiânia. Ficamos em uma pousada. E essa pousada tinha uma piscina privativa, ou seja, dentro do próprio quarto. E em um momento muito particular meu, praticamente sem roupa, esse ser me filmou. E eu não vi. Quando nós terminamos, alguns dias depois, ele me mandou esse vídeo no WhatsApp e escreveu para eu guardar de lembrança. Eu fiquei em choque. Num primeiro momento dá aquele pânico, você fica desesperada“.

A jornalista ficou aparentemente transtornada e emocionada com o ocorrido e, novamente, questionou a decisão da juíza.

Pelo amor de Deus, é o meu corpo, é a minha vida. Como que a senhora pode ter negado isso, Dra. Renata? Como que a senhora teve coragem de negar isso? E eu não estou falando da agressão física que eu sofri, não. Eu estou falando porque eu sou uma mulher, eu tenho uma profissão, eu tenho um filho”.

Tem alguma foto? print? vídeo? ou áudio de alguma fofoca? envie um e-mail para contato@portalemoff.com.br sua identidade será mantida no mais absoluto sigilo