Revoltada

Sonia Abrão se irrita e detona filhos de Cid Moreira

A apresentadora comentou sobre a briga familiar do comunicador da TV Globo

Vitor Caique
Repórter do EM OFF

O programa “A Tarde é Sua”, ao ar na RedeTV!, na tarde desta quinta-feira (4), foi marcado por uma pauta polêmica. A apresentadora da atração de fofocas, Sonia Abrão, comentou e soltou o verbo sobre o drama vivido pelo ex-apresentador do “Jornal Nacional”, da Rede Globo, o comunicador Cid Moreira.

Sonia Abrão não poupou suas palavras para falar sobre a briga entre Cid e seus filhos por causa da atual mulher, Fátima Sampaio. Segundo os herdeiros do artista, ela teria sido amante do apresentador quando era casado com Ulhiana Naumtchyk, dando inicio a uma grande polêmica judicial, com diversas acusações e barracos na mídia.

Nervosa com um VT que foi ao ar no decorrer do programa, Sonia opinou sobre o assunto, se mostrando irritada com a situação. “É muito triste, muito lamentável o Cid ter que passar por uma coisa dessas, aos 94 anos, com uma saúde que ele vem resistindo bravamente, mas, com sérios problemas nos rins…”, iniciou a comunicadora.

“Tendo que fazer hemodiálise para se recuperar de todo um processo de tratamento, também é uma coisa bastante delicada. Ele precisaria, no mínimo, ter paz de espírito, sossego… As pessoas deixarem a vida dele seguir ao lado de quem ele escolheu”, continuou a jornalista e escritora, que dedicou um tempo da atração da emissora para falar sobre o momento delicado de Cid Moreira estaria vivendo.

“O casamento dele com a Fátima já tem mais de 20 anos e, quando achavam que estava tudo resolvido, começou o contra-ataque, que tem coisas que são absolutamente apelativas, que ela estaria conversando com o Cid porque ele, mesmo casado, já teria um caso com a Fátima. Como se ela tivesse destruído o casamento do Cid!”, continuou.

Sonia Abrão, finalizou o assunto afirmando que a situação do apresentador é pesada, demonstrando bastante indignação sobre a relação familiar do funcionário da Globo. “É uma coisa pesada, muito pesada. Não há, ao meu ver, nem um pingo de amor nessa história. É só rancor de verdade. Aos 94 anos, ele não precisava estar passando por isso”.