Fechar
COFRE CHEIO

Sozinho, Faustão corresponde a mais da metade do faturamento da Band

Embora a atração comandada pelo veterano tenha perdido grande parte de seu público ao longo dos meses, o programa é um sucesso comercial

Bruno PintoRepórter do EM OFF

O programa de Fausto Silva na Band completou seu quarto mês no ar nesta terça-feira (17). Sob grande expectativa, a atração ganhou grande destaque na mídia e mostrou a força que o veterano tem na televisão ao registrar excelentes índices de audiência em sua primeira semana. Entretanto, o sucesso do “Faustão na Band” com o público acabou se resumindo a poucos dias.

Isso porque, passada toda a empolgação gerada por conta da chegada de um dos maiores nomes da TV brasileira em sua nova emissora, o programa diário foi perdendo a força e, semana após semana, os números no Ibope apontavam quedas expressivas nos resultados. Por conta disso, a direção da Band chegou a promover uma série de mudanças no programa na tentativa de reverter a situação complicada.

Porém, ao contrário do que muita gente possa imaginar, os números preocupantes que o “Faustão na Band” vem registrando constantemente na audiência não estão refletindo no sucesso comercial que o programa do ex-contratado da Rede Globo continua fazendo. Isso porque, mesmo diante deu uma expressiva perda de público, a atração é, de longe, a atração que mais rende lucros para a Band.

Segundo informações divulgadas pelo jornalista Fefito, do portal UOL, o programa de Fausto Silva se tornou responsável por altos 55% do faturamento da emissora de Johnny Saad atualmente. Ou seja, o prestígio e o sucesso de Faustão junto ao mercado permanece em alta e mais do que suficiente para encher os cofres da Band com cifras pra lá de milionárias.

Continua após a publicidade

Independentemente dos índices de audiência, o “Faustão na Band” continua fazendo a alegria do departamento comercial da emissora paulista e, recentemente, conseguiu fechar novas parcerias comerciais importantes. Ainda de acordo com o colunista, o programa acertou com as seguintes marcas: Coca-Cola, Ambev e Swift. Todas consideradas de peso, que se juntarão ao Bradesco, que rendeu 89 milhões ao cofres da Band.

Em abril, a direção da emissora de Johnny Saad precisou ligar o sinal de alerta por conta de um resultado que deixou muita gente de cabelos em pé nos bastidores. Isso porque, o “Faustão na Band” registrou 2,9 pontos de média na Grande São Paulo, se tornando o seu pior desempenho desde o seu primeiro programa até então. A situação ficou tão delicada, que o programa comandado por Fausto Silva só conseguiu ficar a frente da TV cultura na disputada briga pela audiência.

Por conta do números nada animadores, o programa vem sofrendo algumas alterações com o objetivo de recuperar, pelo menos, parte dos telespectadores que simplesmente abandonaram a atração ao longo dos quatro meses que está no ar. Além de novos quadros e concursos, o “Faustão na Band” está sempre contando com convidados de grande relevância no cenário artístico.