Fechar
INCONFORMADA

Susana Vieira expõe decepção com novela da Globo: ‘Censura’

Susana Vieira, protagonista de Anjo Mau, até os dias atuais guarda uma forte mágoa da extinta novela da Globo

Adriel MarquesRepórter do EM OFF

Susana Vieira é famosa pelo perfil autêntico e por sempre dar declarações que movimentam o mundo das celebridades. Na tela da Globo, pelo temperamento forte, a atriz ganhou um quadro recentemente no programa Se Joga com Fernanda Gentil intitulado de Susana Sem Filtro. Os fãs de teledramaturgia acompanharam a veterana em Éramos Seis, sua última novela na emissora.

Durante uma transmissão ao vivo com Marcos Michalak, criador do perfil Noveleiros no Instagram, Susana Vieira relembrou seu primeiro papel como protagonista na televisão em Anjo Mau. Na trama interpretava Nice, uma mulher ambiciosa que não media esforços para conquistar seus objetivos. Na época que a novela foi ao ar, a atriz chegou a ser agredida na rua, o público sentia muita raiva da personagem.

De acordo com Susana Vieira, o final da novela precisou ser mudado por ordem maior: “Anjo Mau, na primeira versão em 1976, no último capítulo eu morria. Sabe o que aconteceu? Deu 90 de ibope. Nós estávamos ainda sob uma ditadura militar e existia um grupo de pessoas em Minas Gerais chamado Tradição, Família e… era uma coisa de igreja católica que era contra moral. Então eles acharam que eu casar no final com o patrão era uma coisa imoral”.

Durante o relato, a atriz contou que o governo conversou com a emissora e fez a exigência: “Então eles obrigaram. O governo falou com a TV Globo que tinha que mudar o final, que tinha que matar, esganar a protagonista que era a empregada. A Globo teve que aceitar porque a gente vivia sob censura, tudo passava pela censura. Se a censura dissesse não e riscava, a gente tinha que fazer e eu fiquei louca”.

Continua após a publicidade

Inconformada com o final trágico, Susana Vieira reforçou que o público do sofá não gostou do final de Anjo Mau: “Eu não me conformava como é que podia alguém de morrer de parto? Era 1976 e ninguém morria de parto, a não ser uma pessoa que tem um filho lá nos cafundó do Judas. De qualquer maneira foi a cena que deu 90 de ibope. O público também reagiu muito mal e talvez na época a gente não pudesse ter falado isso. Mas foi a censura que obrigou”.

Senhora do Destino, de Aguinaldo Silva, foi um dos sucessos marcantes na trajetória de Susana Vieira como a nordestina Maria do Carmo. Venceu Renata Sorrah, que interpretava a vilã Nazaré Tedesco, no Melhores do Ano do Faustão e ganhou também um Prêmio Jornal Extra. Em 2007 brilhou em Duas Caras como Branca e outra personagem inesquecível foi a ex-prostituta Adisabeba, em A Regra do Jogo, vivendo uma mulher rica moradora do Morro do Macaco.

Sem papas na língua, a atriz falou no Se Joga deste sábado (7) sobre relacionamento aberto: “Te juro que mesmo que eu tivesse 60, 70, 80, 100 anos. Eu acho que eu não tenho estômago ou cabeça para ter uma relação aberta. Eu acho que seria muito mais civilizado. Deixo o conselho: ‘Sim, sou a favor depois do 60 anos'”.

O momento descontraído da participação foi quando Susana Vieira revelou que já beijou dois atores com mau hálito, sem revelar o nome das celebridades: “A gente tem que dizer para o diretor que está demais. Eu tive dois atores na minha vida. Insuportáveis. Eu dava umas indiretas, mas não adiantava. Até que eu tive que falar com o diretor”.

Tem alguma foto? print? vídeo? ou áudio de alguma fofoca? envie um e-mail para contato@portalemoff.com.br sua identidade será mantida no mais absoluto sigilo

Tags Relacionadas: