Fechar
CRITICOU A GLOBO!

Tássia Camargo, ex-atriz da Globo detona emissora

A atriz veterana que fez carreira na Globo criticou a demissão de atores consagrados da emissora

Jean TellesRepórter do EM OFF

A atriz Tássia Camargo, que já fez várias novelas na Rede Globo, recomeçou sua vida em Portugal. A artista mora na capital do país europeu há quatro anos na companhia de seu filho Pedro. Hoje, Camargo trabalha como atriz convidada na peça “Os Profissionais” e apontou algumas diferenças entre fazer produções dramaturgas no país estrangeiro e na emissora dos Marinho:

“A diferença é que na TV daqui de Portugal as pessoas ainda não são números e, sim, pessoas, todas com nome e sobrenome. E, claro, assim como no Brasil, há muito trabalho de qualidade e profissionais muito competentes. Não é fácil a carreira de ator e atriz, exige muito sacrifício”, afirmou a artista em entrevista ao UOL.

“Sou muito feliz de fazer parte de uma geração que tinha tantos nomes consagrados na teledramaturgia, aprendi muito com todos eles”, avaliou. Tássia, que na Rede Globo trabalhou em novelas como “Selva de Pedra” (1986), “Tieta” (1989) e “O Cravo e a Rosa” (2000) além de ter sido a primeira apresentadora do Video Show (1983), falou sobre a saída de colegas veteranos do canal carioca:

“Na minha época, era o [diretor] José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, e depois que ele saiu, a TV Globo é outra. Na época dele, as pessoas tinham nome e sobrenome. Hoje são apenas números, o que é bem triste”, contou. Ao falar sobre sua saída da Globo, a artista reverberou uma frase usada pelo apresentador Tiago Leifert, que recentemente anunciou que também deixará a emissora no final do ano:

Continua após a publicidade

Construí a minha carreira no teatro, na TV Bandeirantes e TV Globo, sou muito grata a eles. Mas chega um momento em que, como disse Tiago Leifert recentemente, a gente precisa voar”. Fora do escopo artístico, Tássia Camargo também é conhecida por se posicionar politicamente. Crítica ferrenha ao governo Bolsonaro, Camargo falou sobre o presidente da República:

“Em Portugal, fala-se muito sobre isso [a política brasileira] e em quase todos os canais da Europa. Independentemente da minha visão política, a minha indignação é que se trata de um genocida e não um presidente, isso eu faço questão de falar”, frisou a atriz. Tássia Camargo falou também sobre uma carta recebida do ex-presidente Lula.

Ela tinha acabado de sofrer um infarto há quatro anos e recebeu um recado direto do ex-presidente da República quando ele ainda estava preso em Curitiba, sob acusação de corrupção no caso da compra do triplex de Guarujá. Lula foi solto em novembro de 2019:

Tenho a carta ainda sim, fiquei emocionada quando a recebi. Naquela época, recebi o carinho de muitas pessoas que são minhas amigas há décadas, e uma deles foi a carta do ex-presidente Lula”, trecho do recado do ex-gestor federal estimava melhoras a Tássia: “Fiquei sabendo que você teve um problema de saúde. Fiquei preocupado e torcendo para você se recuperar logo. Finalmente você já está bem. Estou torcendo pelo seu sucesso enquanto pessoa humana e enquanto artista”.

Tags Relacionadas: