Fechar
RELEMBROU O MOMENTO

Tata Werneck revela momento constrangedor ao ser entrevistada por Marília Gabriela

A apresentadora Tata Werneck relembrou um momento constrangedor que passou ao ser entrevistada por Marília Gabriela

Jean TellesRepórter do EM OFF

A atriz, apresentadora e humorista Tata Werneck usou suas redes sociais na noite dessa quarta-feira (13), para relembrar aos seus seguidores um momento constrangedor que viveu ao ser entrevistada pela apresentadora Marília Gabriela em seu extinto programa, o “De Frente com Gabi”, do SBT, exibido no ano de 2011.

Isso aconteceu quando Marília Gabriela utilizou na entrevista a palavra iconoclasta, que Tata Werneck não fazia ideia do que se tratava. Em seu perfil no Twitter, um fã da esposa de Rafa Vitti relembrou o momento cômico e escreveu: “faz meia hora que tô rindo disso ahahahahaha”. Nas imagens compartilhadas pelo admirador de Tatá, foi possível conferir o momento exato do diálogo cômico e constrangedor:

“O que é iconoclasta?”, perguntou a ex-apresentadora do SBT à Werneck. A mãe de Clara Maria sem saber o significado da palavra tratou logo de mandar uma de suas tiradas bem humoradas arrancando gargalhadas de Marília Gabriela. A comunicadora, percebendo que a apresentadora desconhecia o termo, explicou o significado de iconoclasta logo em seguida:

“Os iconoclastas eram os que rompiam com os ícones, com os ídolos, eles quebravam as representações, os santos. Então, os iconoclastas são os que rompem com essa imagem, vamos dizer. E é sobre isso que eu estava falando que o humor é iconoclasta”, disse. Tatá Werneck entendendo o significado do termo completou: “O humor é totalmente iconoclasta, eu vou usar essa definição pelo resto da minha vida. Você vai me ver com 90 anos falando: iconoclasta”, brincou.

Continua após a publicidade

Tata Werneck depois de rever a entrevista compartilhada pelo fã, resolveu falar sobre o momento constrangedor que passou ao lado de Marília Gabriela: “Vc não sabe como é a sensação de ser entrevistada por uma das mulheres mais cultas e inteligentes do Brasil e ela mandar uma palavra que vc não faz ideia do que seja”. Nos comentários da publicação de Werneck, internautas se divertiram e relembraram histórias com palavras que desconheciam:

Parece meu professor de micro falando o nome das bactérias e eu escrevendo, fingindo que sei como se escreve. Às vezes me pergunto o que passa na cabeça dele, só sei que na minha fica: ‘tomara que eu não escreva tão errado a ponto do Google não identificar’. Kkkk”, brincou uma seguidora de Tata Werneck no Twitter.

Quando eu estava na 6ª série (12 anos), a professora de Hist. falou sobre o ESTOPIM da Primeira Guerra e eu perguntei o que significava. Ela disse que era um absurdo uma ‘aluna nota dez’ não saber o que era ESTOPIM. Soltei um ‘Você nasceu sabendo?’ e ela ficou calada”, contou outra. “Menina, fazer faculdade é basicamente isso: fingir costume com uma coisa que você não faz a menor ideia do que seja, não sabe como escreve e nem como pesquisar”, opinou outro seguidor de Werneck.