gafe

William Waack comete gafe e espalha notícia falsa ao vivo na CNN Brasil

Emissora concorrente da GloboNews emitiu uma nota à imprensa explicando o erro

Paulo Henrique Lima
Repórter

Em meio à crise de audiência, a CNN Brasil arrumou mais um problema para chamar de seu. Durante o programa “WW”, o apresentador William Waack repercutiu a renúncia do agora ex-primeiro ministro do Reino Unido, Boris Johnson, que deixou o posto após escândalo por promover festas na sede do governo britânico durante a pandemia e indicado um parlamentar acusado de assédio a um cargo de liderança no país europeu.

Para ilustrar a informação, ele exibiu uma fake news e falou sobre o pós-renúncia. O apresentador do canal de notícias concorrente da GloboNews disse que uma página da BBC havia noticiado que o ex-primeiro ministro havia ido à praia após deixar o cargo, o que não é verdade. A conta em questão era falsa. Após a repercussão negativa da gafe, o Twitter removeu a página da plataforma.

“[Boris Johnson, fica] Interinamente até a eleição de um novo líder cuja data ainda não tá marcada. O que que vocês acham que ele foi fazer logo depois de anunciar que ele renunciava? Dá uma espiada”, infirmou Waack em tom de sarcasmo. Ao mesmo tempo, a produção dividiu tela do apresentador na bancada com a foto da publicação apontada como sendo do veículo renomado.

“Ele foi tomar um banho de mar. Ele é um pânico, né? Para dizer o mínimo. Hein Lourival?! Devo dar crédito a quem merece, essa imagem foi divulgada pela BCC, lá na Grã-Bretanha. Ele dá um pulinho dentro d’água. Ele sempre foi muito nesse sentido, vai?! […] Um tremendo cínico, até para os padrões tradicionais da política britânica”, criticou ele na sequência do telejornal.

Em nota, a CNN Brasil reconheceu o erro no telejornal comandado por William Waack. “Erramos: Boris Johnson não foi à praia após renúncia. A informação incorreta foi veiculada pelo jornal após reproduzir um tuíte do perfil BCC News, que parodia a BBC.”