Burst

Os famosos que faliram e perderam tudo

Danilo Reenlsober 28/04/2022

Ser famoso nem sempre é sinônimo de uma vida financeira próspera. Muitas celebridades, conhecidas por todo o Brasil, perderam o dinheiro conquistado no decorrer dos anos.

De atores a ex-participantes de reality shows de destaque da televisão, muita gente famosa entrou em falência e tem enfrentado dificuldades financeiras após deixar os holofotes.

Relembre com o EM OFF alguns nomes que perderam todo seu patrimônio após o auge do sucesso e atualmente precisavam viver com um padrão de vida bem mais baixo.

Cida venceu o Big Brother Brasil em 2004 e faturou o prêmio de R$ 500 mil. Porém, boa parte desse valor após ser fiadora de uma ex-assessora e acabou sendo acionada na Justiça por falta de pagamento.

Cida Santos

Outro ex-BBB que se deu mal foi Dhomini. Ele também faturou R$ 500 mil após vencer a 3ª edição do reality. Fez alguns investimentos com a grana, mas acabou falindo após eles não darem certo.

Dhomini

O ator venceu a 1ª edição do reality A Fazenda, da Record. Ele chegou a ser preso em 2017 por falta de pagamento de pensão alimentícia. Após acumular uma dívida de mais de R$ 420 mil, foi declarado falido.

Dado Dolabella

Outro ator que se deu mal foi Sérgio Hondjakoff. Ele já passou por problemas financeiros e até tentou ganhar a vida nos EUA, sem sucesso. Além disso, também enfrenta problemas com drogas.

Sérgio Hondjakoff

Apesar do grande sucesso de Os Trapalhões nas décadas de 1980 e 1990, Dedé Santana não soube administrar seu dinheiro. Em 2017, chegou a ficar completamente sem dinheiro.

Dedé Santana

Outro ator que ficou sem dinheiro foi Marcos Oliveira, o Beiçola de A Grande Família. Durante a pandemia, ele relatou dificuldades financeiras e precisou pedir dinheiro a amigos e até famosos.

Marcos Oliveira

Sucesso nos anos 2000, a dupla sofreu golpes de seu empresário, que roubava cachês e marcava shows que nunca aconteciam. As irmãs acabaram perdendo dinheiro e espaço na mídia.

Pepê e Neném

Ricardo ficou conhecido nos anos 1980, quando fez parte da boy band Polegar. De lá para ca, no entanto, ele desistiu da vida de artista e cantor. Hoje, o ex-baterista é comerciante e tem um food truck.

Ricardo Costa