Burst

Relembre a carreira do ator Milton Gonçalves

Danilo Reenlsober 30/05/2022

O ator Milton Gonçalves morreu nesta segunda-feira (30) aos 88 anos no Rio de Janeiro por consequências de problemas de saúde oriundos de um AVC que sofreu em 2020.

Nascido em 9 de dezembro de 1933, em Monte Santo (MG), Milton Gonçalves era um dos grandes nomes da teledramaturgia brasileira e atuou em diversas produções de sucesso.

Só na TV Globo, foram mais de 40 novelas. Relembre agora com o EM OFF a carreira do artista e as principais produções que ele participou ao longo de mais de 60 anos de carreira.

Milton Gonçalves fez teatro infantil e amador na juventude e estreou profissionalmente como ator em 1957, aos 24 anos, no Arena, na peça Ratos e Homens, de John Steinbeck.

Estreia

Milton Gonçalves fez parte da primeira leva de atores da TV Globo, que estreou em 1965. Na época, participou do seriado "Rua da Matriz" e das novela "Rosinha do Sobrado" e "Padre Tião".

Na Globo

Entre 1966 e 1969, trabalhou no humorístico "TV0-TV1". Sua primeira experiência de direção ocorreu na novela "Irmãos Coragem" (1970), de Janete Clair, um imenso sucesso da época.

Marcou época ao interpretar os personagens Zelão das Asas de "O Bem-Amado" (1973), de Dias Gomes, e o psiquiatra Dr. Percival na primeira versão de "Pecado Capital" (1975).

Milton Gonçalves voltou à direção de uma novela em 1976, ao dirigir o grande sucesso "Escrava Isaura", uma das novelas mais vistas no mundo e que revelou a atriz Lucélia Santos.

Ao longo dos anos, Milton Gonçalves colecionou sucessos na carreira, como o seriado "Chiquinha Gonzaga" (1999) e a segunda versão do folhetim "Sinhá Moça" (2006).

Internacional

Milton Gonçalves apresentou o Emmy Internacional ao lado da atriz americana Susan Sarandon. Foi a primeira vez que um brasileiro apresentou uma categoria do prêmio internacional.

Nos últimos anos, o ator trabalhou em novelas como "Insensato Coração" (2011), de Gilberto Braga, "Lado a Lado" (2012) e "Pega Pega" (2017), de Claudia Souto.

Sua última participação em novelas da TV Globo foi em 2018, quando deu vida ao catador de recicláveis Eliseu em "O Tempo Não Para", de Mario Peixoto.

Seu último trabalho na Globo foi na minissérie "Se eu Fechar os Olhos Agora", em 2019, com roteiro de Ricardo Linhares, inspirado na obra de Edney Silvestre.